Em noite de terror, quadrilha ataca agências bancárias e faz reféns em Araçatuba

Ao menos três pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas em ação criminosa na madrugada desta segunda-feira (30); dois suspeitos foram presos

Moradores foram amarrados em carros e utilizados como escudo humano Foto: Reprodução

Moradores de Araçatuba viveram momentos de terror na madrugada desta segunda-feira (30), após uma quadrilha fortemente armada e carregada de explosivos infravermelhos atacar agências bancárias da cidade. A ação fez três vítimas fatais, deixou quatro feridos e ainda usou moradores como escudo humano durante tiroteio. Dois suspeitos foram presos. 

O ataque durou cerca de duas horas. Cerca de 20 criminosos em dez carros abordaram pedestres, motoristas e fizeram reféns pelas ruas da cidade. As cenas foram registradas por moradores que acompanhavam os momentos de horror de dentro de casa. 

Em vídeos que circulam nas redes sociais é possível ouvir diversos tiroteios, moradores sendo feitos de escudo nas ruas e amarrados em cima de carros. Os bandidos ainda conseguiram cercar bases da Polícia Militar e viaturas. Por meio de um drone, a quadrilha monitorou os policiais. Veja os registros abaixo: 

De acordo com a polícia, os criminosos ainda fecharam a entrada da cidade com veículos em chamas, para evitar que viaturas chegassem ao local. Após a ação, alguns dos bandidos conseguiram fugir em direção a um bairro na zona rural da cidade, onde houve confronto com os agentes. 

Um dos bandidos morreu e o outro foi baleado e levado para a Santa Casa. 

Isolamento 

A quadrilha ainda espalhou explosivos infravermelhos pelas ruas da cidade. Por conta disso, a Polícia Militar isolou algumas ruas e orienta que moradores não saiam de suas casas até que a situação seja controlada, pois as bombas podem ser acionadas por calor ou movimento. De acordo com a PM, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi chamado para desativar os explosivos.

Combate 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), pelo menos três pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas durante o crime. Dois dos suspeitos já foram detidos e uma equipe do  Grupo de Ações Tática Especiais (Gate ) foi deslocado para o município. 

A ocorrência contou com a participação do Batalhão de Ações Especiais da Polícia (Baep) de São José do Rio Preto (SP), além de unidades da Polícia Militar de Araçatuba, com o apoio de equipes de Bauru, São José do Rio Preto e Presidente Prudente, além do Águia e da Polícia Civil.

O caso foi encaminhado para investigação do Departamento Estadual de Investigações Criminais de Araçatuba, com o apoio da 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos

Nenhuma postagem para exibir