Em meio à fase emergencial, tropa de choque da PM barra aglomeração no Simioni

Para dispersar a multidão houve a necessidade do auxílio da tropa de choque

Foi registrada um intensa aglomeração na noite deste sábado (6), na avenida Luiz Carvalho Pereira, no bairro Simioni, zona Norte de Ribeirão Preto. Foi necessária a presença da tropa de choque com o uso de bombas para dispersar a multidão.

Em razão do fato, houve denúncia e a polícia foi acionada. Não há informações sobre prisões, até o momento.

Nas imagens é possível ver a força policial em formação, acompanhadas de várias viaturas, seguida dos agentes com o escudo na tentativa de dispersas as pessoas. Do outro lado, muitas pessoas sem máscara, junto a várias fileiras de motos que faziam intenso barulho e atrás alguns carros que também buzinavam.

A Prefeitura foi procurada e afirmou não ter registro dessa ação, mas que entre sexta-feira e sábado foram realizadas 21 fiscalizações que resultaram em cinco autuações (veja a nota ao final). A Polícia Militar também foi procurada, mas não se manifestou e não se manifestaram até o fechamento da matéria.

Fase de restrição

Neste período Ribeirão Preto vive uma Fase Emergencial restritiva em que aglomerações deste tipo são proibidas. Segundo o artigo 267 do código penal é punível com prisão espalhar patógenos.

Já o artigo 268, também do código penal, pune com prisão o ato de “infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”.

Nota da Prefeitura

 A prefeitura não tem registro desta ação. Por favor procurar a Polícia Militar. 

A força tarefa da Prefeitura de Ribeirão Preto formada pela Vigilância Sanitária, Fiscalização Geral, Guarda Civil, Ministério Público e Polícia Militar realização 21 fiscalizações entre sexta-feira e sábado.

        Foram registradas cinco autuações e encerradas as atividades que estavam ocorrendo. Na noite de sábado foram encerradas festas em um bar na Rua Nazaré Paulista, um bailão na rua Recife, com cerca de 100 pessoas, uma festa infantil na zona norte com cerca de 80 pessoas, um evento em uma chácara na Toronto, 700, no Jardim Canadá e uma festa na rua Tietê, 304, na Vila Elisa com vários DJs e que foi encerrada no início do evento, que já reunia mais de 100 pessoas. A expectativa era de receber mais de 400 pessoas.

        Todos os locais foram autuados e as atividades encerradas, com exceção da rua Toronto, que os organizadores não abriram o portão, neste caso foi lavrado o auto de infração e a Polícia Militar fez boletim de ocorrência.