Em Franca, corpo de jovem de 22 anos é encontrado perto da avenida Severino Tostes Meirelles

a moça era da região de Araçatuba, mas morava em Franca

Texto integral da F3 notícias. com.br

Raizza Correia Tomaz de Siqueira, 22 anos, foi encontrada morta dentro de uma mata que fica na avenida Severino Tostes Meirelles, quase em frente a um motel, no bairro Cambuí. O caso chegou à Polícia Civil por volta das 13h do dia 28 de fevereiro. A primeira informação é de que ela teria cometido suicídio na manhã do dia 28 de fevereiro, porém algumas informações desencontradas estão envolvidas nesse caso.

A jovem encontrada morta na mata estava em um cenário que aparentava suicídio, porém desde 9 de fevereiro ela estava desaparecida, conforme apurado. Conhecidos dela não conseguiam contato e Raizza praticamente não se comunicou com colegas nesse período. Perto do corpo dela, peritos criminais encontraram um celular e um documento de identidade. Não havia carta ou algum comunicado que poderia ter sido deixado pela vítima para outras pessoas.

A vítima estava morando em Franca há alguns meses, porém ela é natural de Boa Esperança do Sul. Ela havia mudado de cidade para trabalhar e, de acordo com relatos de conhecidos que enviaram mensagem ao F3 Notícias, neste ano estava com dificuldades de conseguir uma vaga de trabalho.

Além disso, depois que o corpo dela foi liberado no Instituto Médico Legal (IML) de Franca para que fosse enterrada, o caixão chegou até a cidade natal lacrado. Ela foi sepultada no Cemitério Municipal de Boa Esperança do Sul nesta terça-feira (1), porém familiares e amigos da jovem não puderam abrir o caixão para a última despedida.

Essas condições que envolveram a morte dela, bem como o estado de como o corpo foi encontrado devem ser investigados. O boletim de ocorrência registrado na 1ª DP foi de suicídio. Não há detalhamento no registro de quem encontrou Raizza na mata, que fica em uma área movimentada, com grande circulação de veículos ao longo do dia e também à noite, por ser uma das vias de acesso para Franca e caminho para se chegar até Restinga.

A Perícia Criminal fez levantamentos na mata e laudo ainda será entregue para a Polícia Civil anexar ao inquérito policial.

Nenhuma postagem para exibir