Cunhado de foragido atropela tenente durante perseguição e acaba ‘zerado’ pela PM

Criminoso estava armado e morreu em troca de tiros; tenente que foi atropelado está em estado grave

PM perseguiu suspeito em São Carlos - Foto: Redes Sociais
Continua depois da publicidade

Um homem foi morto pela Polícia Militar depois de atropelar um tenente que perseguia um foragido da Justiça por dívida de pensão em São Carlos. O oficial teve ferimentos graves e está internado na cidade.

O atropelamento ocorreu na manhã desta terça-feira (12). O tenente Luan Guerrero, da PM, fazia uma perseguição a um foragido da Justiça quando um parente do homem, ao perceber a situação, jogou um carro em cima da autoridade, atingindo-o em cheio.

O oficial sofreu lesões no dorso e no rosto e foi enviado a uma Unidade Básica de Saúde da cidade, sendo levado posteriormente para a Santa Casa de São Carlos. Ele está internado na Santa Casa e seu estado é considerado grave.

Reforços foram chamados e houve uma perseguição ao motorista do Gol, identificado como Juarez Rafael Sousa, 29, que, de acordo com a polícia, era cunhado do homem que estava sendo perseguido.

Sem chance

Sousa bateu o carro em uma defensa metálica durante a perseguição, e acabou tentando fugir do local de pé. A PM fez o cerco e, durante a perseguição, conseguiu encurralar o suspeito nos fundos de uma casa.

O homem, de acordo com o relato da PM, estava armado com um revólver calibre 38 e atirou contra os policiais. Houve revide e ele acabou acertado pelas autoridades, morrendo no local. De acordo com a polícia, ele tinha passagens criminais por tráfico de drogas, roubo, furto, porte de arma, dano ao patrimônio público e homicídio.

Após o trabalho de perícia, o corpo de Juarez foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). O caso será investigado pela Polícia Civil da cidade.

Nenhuma postagem para exibir