Corpo retirado do Rio Pardo pode ser de fugitivo do CPP

 

O Corpo de Bombeiros foi acionado na tarde desta quinta-feira (6) por moradores de uma chácara onde funciona uma usina de recicláveis, na divisa dos municípios Jardinópolis e Ribeirão Preto, com acesso pela rodovia Cândido Portinari, às margens do Rio Pardo.

Ele avistou um cadáver boiando nas águas.

A Polícia Militar também foi chamada para atender a ocorrência.

Os policiais militares suspeitaram que o corpo poderia ser de um fugitivo do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Jurucê, porque vestia roupa similar à que os detentos usam no presídio. Três detentos fugiram no sábado (1) e não tinham sido recapturados.

Segundo peritos do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil o corpo tem aproximadamente 1,70 metro de altura e foi trasladado para o Instituto Médico Legal para necropsia.

As investigações prosseguem através da Delegacia de Polícia Civil de Jardinópolis.

Foto: redes sociais