Bolsas apreendidas em 10 fábricas de Franca são destruídas pela Polícia Civil

Material imitava marcas como Nike, Adidas, Osklen e Calvin Klein e foi apreendido ano passado

Policial durante a destruição do material pirata - foto: F3 Notícias
Continua depois da publicidade

Bolsas que tinham logotipos de marcas como Nike, Adidas, Osklen, Calvin Klein foram todas destruídas pela Polícia Civil. Os produtos eram falsificados e foram apreendidos em 10 fábricas de Franca em novembro do ano passado. O total apreendido na época da operação foi de mais de 5 toneladas de calçados e bolsas.

A destruição do material foi autorizada pela Justiça Estadual e policiais lotados na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) acompanharam a ação. As bolsas ainda eram mantidas em estoque por conta da investigação e condução do processo judicial. Como houve perícia nos produtos, foi possível realizar o descarte.

Foram usados fornos para queimar o material falsificado. “A DIG de Franca, após autorização judicial, destruiu nesta sexta (19) milhares de bolsas falsificadas de marcas famosas, apreendidas no ano passado durante operações de combate a pirataria em Franca”, confirmou nota oficial.

A investigação contra pirataria em Franca tem repercussão porque o município é polo na América Latina em produção de calçados e também ganha destaque atualmente na manufaturação de bolsas.

Os produtos falsos que foram apreendidos em 2019 em 10 fábricas teve também 10 pessoas relacionadas no inquérito de crime contra propriedade industrial. Havia réplicas de marcas nacionais e internacionais, como Schutz, Arezzo, Gucci, Ralph Lauren, Michael Kors. As fábricas ficavam no Jardim Paulista, Jardim Paulistano, Jardim Petraglia e Jardim Redentor. Nessa operação, quarenta marcas foram lesadas.

Texto: F3 Notícias – O link para a matéria original pode ser acessado clicando aqui.

Nenhuma postagem para exibir