BAEP flagra “Tribunal do Crime” dentro de ferro velho no Jardim Jandaia

Policiais militares descobriram o local após denúncia anônima sobre uma vítima que estaria em cárcere privado

Foto: Lúcio Mendes

Policiais militares do 11° BAEP (Batalhão de Ações Especiais) de Ribeirão Preto, flagraram na tarde de sábado (7), um “julgamento do tribunal do crime” dentro de um ferro velho no Jardim Jandaia, zona Norte da cidade.

Ao chegar no local e realizar uma breve vistoria, com o objetivo de confirmar a veracidade da denúncia, os policiais militares encontraram uma vítima em cárcere privado, sentada em uma cadeira, enquanto outras cinco pessoas o rodiavam. De acordo com relatos dos policiais, a vítima apresentava lesões no rosto causadas por agressões.

Segundo o Boletim de Ocorrência, o “julgado” teria roubado algumas moedas e alguns quilos de cobre do ferro velho e, ao descobrir a ação, os proprietários do local foram em busca da vítima e a castigaram com torturas e, por fim, teriam decidido sua execução no início da noite, com propósito de desfazer do corpo em seguida.

Todos os envolvidos – 4 homens e uma mulher -,  foram presos e conduzidos à Central de Flagrantes. No momento de checar a ficha criminal de cada indivíduo, a vítima mantida em cárcere pelos criminosos, todos com passagens policiais, dizia um nome, o qual não estava cadastrado no sistema, portanto um nome falso. Ao ser inquerido e dizer seu verdadeiro nome, foi constatado de que se tratava de um fugitivo do sistema prisional, sendo levado de volta para o presídio onde deverá cumprir a pena que lhe foi determinada pela Justiça.

Os demais detidos, presos em flagrante, apresentados na Audiência de Custódia nesta segunda-feira (9), no Fórum do município.