Assassino de ex-namorada de Araraquara morre na cela em Guarulhos

Suicídio ou homicídio? Polícia não descarta nenhuma hipótese

Conhecido como caso Karunã, o desfecho da história aprece como um mistério para a polícia. Victor Kauan Coroado, de 27 anos foi o responsável por assassinar a ex-namorada, Karunã Ferreira Coimbra Manduca, de 30 anos e depois colocar fogo no corpo da vítima, na Avenida Santa Catarina, no Jardim Brasil, em Araraquara.  

Victor foi preso e conduzido à Penitenciária de Serra Azul. Na tarde de quinta-feira (26), ele foi transferido para uma unidade prisional da cidade de Guarulhos. Estranhamente, porém, ele foi encontrado morto na cela, aparentemente vítima de suicídio. A polícia, no entanto, não descarta a possibilidade de homicídio.  

As investigações para elucidação do caso foram iniciadas. Um protesto pela morte de Karunã estava programado para acontecer no próximo sábado (28), chamando a atenção das autoridades sobre o tema do feminicídio e exigindo rigor contra os infratores.    

Nenhuma postagem para exibir