Após ser chamado de talarico, idoso é agredido e acaba morto a cadeiradas na região

Desentendimento ocorreu em praça de Franca; Polícia Civil procura o assassino

Hospital Santa Casa de Franca - Foto: Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Um homem de 71 anos foi agredido e acabou morrendo, neste domingo (21), depois de ser chamado de talarico em Franca. No jargão do crime, esse é o nome dado a quem se envolve com a mulher de um amigo. O caso é investigado pela Polícia Civil da cidade.

Antônio Aparecido Castalde, 71 anos, foi agredido perto da igreja Santa Rita, no bairro de mesmo nome, e morreu na Santa Casa de Franca. Nas proximidades há uma praça, onde geralmente ficam muitas pessoas ao longo do dia.

O principal suspeito do crime foi identificado pela Polícia Militar. A informação repassada às autoridades é que a vítima e o agressor tiveram uma discussão por motivos ainda a serem apurados.

As primeiras informações são de que o suspeito do crime teria chamado o idoso de “talarico”, termo usado em alguns grupos para identificar quem se envolve com a mulher de um amigo. Isso ainda será investigado pela Polícia Civil.

Bate-boca

Depois do bate-boca, o suspeito pegou uma cadeira e atingiu Antônio Aparecido por mais de uma vez. Mesmo após a vítima ter caído no chão, ela foi atingida pela cadeira algumas vezes.

Em seguida, o homem fugiu do local e testemunhas chamaram o resgate. Antônio sofreu traumatismo craniano grave e outros ferimentos. Ele chegou a ser socorrido para a Santa Casa de Franca, mas não resistiu.

A Perícia Criminal fez levantamento do local do crime para identificar provas materiais. Relatos também foram colhidos e a Polícia Civil vai instaurar inquérito para localizar o suspeito do assassinato. A PM fez rondas neste domingo, mas não conseguiu encontrar o suspeito.

Nenhuma postagem para exibir