Após matar mulher, suspeito, foge, bate em caminhão e morre na Anhanguera

O crime aconteceu na manhã desta quinta-feira (3), no município de Porto Ferreira

Josselina Stenico, morta pelo ex-namorado em Porto Ferreira Imagem: Redes sociais

Uma técnica de enfermagem de 39 anos foi morta a tiros pelo ex-namorado, um guarda civil municipal, na manhã desta quinta-feira (3) em Porto Ferreira. Depois de cometer o crime, o guarda acabou batendo seu carro na traseira de um caminhão e acabou morrendo. A Polícia Civil suspeita que ele tenha se matado. O caso foi registrado como feminicídio.

Josselina Stenico estava na casa dela e, ao sair do imóvel, foi alvejada por quatro disparos efetuados pelo guarda civil Alex Miranda, 46. Ela morreu na hora.

Após efetuar os disparos contra a mulher, o suspeito fugiu do local, tomando rumo à rodovia Anhanguera, trafegando no sentido capital. Na altura do quilômetro 237, ele bateu, em alta velocidade, na traseira de um caminhão que trafegava no mesmo sentido.

Com o impacto da colisão, o motorista do automóvel sofreu múltiplas lesões e acabou preso às ferragens. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Próximo ao carro,  a polícia encontrou a arma do crime.

Suicídio

Segundo policiais rodoviários que atenderam à ocorrência, a polícia trabalha com a possibilidade de suicídio, sendo que o guarda civil, nessa hipótese, teria colidido propositadamente contra a traseira do caminhão.

O caminhoneiro não sofreu nenhum ferimento. Não houve a necessidade de interdição da via, mas o trânsito permaneceu lento no local durante a manhã. A Polícia Civil irá investigar o caso.

Nenhuma postagem para exibir