Cinco sinais de que você precisa se consultar com um mastologista

O corpo fala e costuma dar indícios de que algo não vai bem, apresentando sinais e sintomas. É o que acontece no caso do autoexame de mama, quando apresenta alterações e sugere a necessidade de consulta com um mastologista. 

O autoexame é determinante e deve ser realizado pelo menos uma vez a cada mês, no terceiro ou quinto dia após a menstruação ou em uma data fixa para quem já chegou à menopausa. 

Neste artigo. mostro as principais doenças que afetam a mama e a descrição de cinco sinais que indicam o momento de procurar um mastologista e marcar uma consulta. A prevenção salva vida, por isso, não renuncie aos cuidados!

Principais doenças que acometem a mama:

Câncer

A mais popular das doenças é também a mais temida, pois o câncer de mama é comprovadamente o segundo que mais atinge as mulheres em todo o mundo. Quando descoberto em estágio inicial, as chances de cura são maiores, por isso a consulta com o mastologista deve ser periódica, com ou sem sintomas.

Adenose

A mama apresenta glândulas produtoras de leite acima do normal e em maior tamanho.  Embora o problema desapareça com o tempo, pode provocar dor.

Mastite

A mastite, inflamação das mamas, é causada por infecção e surge com mais frequência em lactantes, sendo tratada com antibióticos.

Fibrose

Na idade fértil a mulher pode apresentar nódulos nas mamas em função das mudanças nos tecidos. Pode causar inflamação, mas tende a desaparecer naturalmente.

Hiperplasia mamária

O crescimento em excesso das células que revestem os ductos ou as glândulas mamárias é a causa dessa doença, identificada na mamografia. Para evitar o risco de desenvolver um câncer esse tecido deve ser retirado.

Fibroadenoma da mama 

Tumores localizados dentro do seio são fibroadenoma e surgem na idade fértil. Parecem bolas de gude, podendo aumentar de tamanho e, caso aconteça, há necessidade de remoção pelo mastologista.

Os cinco sinais de que você precisa se consultar com um mastologista:

O especialista, por meio da anamnese e dos exames, terá propriedade para fechar um diagnóstico definitivo. Não negligencie os cuidados com a sua saúde!

  1. Aumento de volume na mama

O aumento no volume da mama pode sugerir a presença de um tumor maligno ou apenas uma alteração funcional benigna da mama. Caso o aumento se dê em apenas uma das mamas, redobre a preocupação e procure logo um médico.

  1. Vermelhidão aparente

Para a vermelhidão na mama há duas possibilidades: um sarcoma mamário com comprometimento dos vasos linfáticos da pele ou um carcinoma mamário inflamatório (uma forma rara de câncer). 

A vermelhidão da pele, fria e indolor, é causada pelo entupimento dos vasos linfáticos ocasionada pelas células cancerígenas.

  1. Secreção mamilar

Qualquer secreção no mamilo precisa de investigação para entender as causas. Pode não ser nada, mas pode ser também uma ação de células cancerígenas.

  1. Surgimento de nódulo palpável

No autoexame é necessário apalpar a mama, com isso, se tiver um nódulo, será fácil perceber, o que pode sugerir um tumor benigno ou maligno. 

  1. Dores

Sentir dor na mama não é incomum e, no geral, tem origem benigna, entretanto para tirar a cisma, o melhor é consultar um mastologista.