Paulo Gustavo morre aos 42 anos vítima da Covid-19

O humorista, responsável pela criação da personagem Dona Hermínia, estava internado desde 13 de março, no Rio de Janeiro

Paulo Gustavo - Foto: Reprodução / Instagram

O humorista Paulo Gustavo morreu, na noite desta terça-feira (4), aos 42 anos, vítima de complicações decorrentes da Covid-19. O ator estava internado desde o dia 13 de março, no Rio de Janeiro.

Após apresentar melhoras significativas, o criador da personagem Dona Hermínia teve uma piora no quadro de saúde após sofrer uma embolia pulmonar, na noite de domingo (2).

Foi divulgado, ainda na terça-feira, um boletim que informava que o ator estava com quadro irreversível, mas que mantinha os sinais vitais. Às 21h12, no entanto, foi constatada a morte do artista.

Carreira

O humorista, formado pela escola de teatro da CAL (Casa de Artes Laranjeiras), se destacou em 2004 na peça “Surto”, com Samatha Schmütz, quando apresentou ao público a personagem Dona Hermínia, inspirada em sua mãe, Déa Lúcia.

No cinema, Paulo Gustavo teve uma trajetória de enorme sucesso, em produções como o campeão de bilheteria “Minha mãe é uma peça: O filme” (2013), que rendeu duas continuações, levando mais de 11,5 milhões de espectadores às salas do país.

Ele deixa o marido, Thales Bretas, e dois filhos pequenos.

Nenhuma postagem para exibir