Morre padre Caleffi, o homem que dobrou os sinos da Vila Tibério para o Botafogo de 1977

Religioso estava em Santos de 2006 e não resistiu aos efeitos da covid-19; ele tinha 84 anos

Padre Nelson Caleffi estava em Santos - Foto: Redes Sociais

Morreu em Santos, na madrugada deste domingo, o padre Nelson Caleffi, que comandou, nos anos 1970, a paróquia da igreja Nossa Senhora do Rosário, na Vila Tibério. Ele tinha 84 anos e não resistiu aos efeitos da covid-19, além de lutar contra um câncer de intestino.

Natural de Veranóplis (RS), o padre marcou época na Vila Tibério. Além de comandar a tradicional paróquia, foi também o fundador da paróquia Santa Luzia, também na Vila Tibério.

Fã de futebol, era torcedor do Botafogo Futebol Clube e foi o responsável por badalar os sinos da igreja na celebração pública do título de campeão paulista do primeiro turno, vencido pelo Botafogo em 1977. O Botafogo Futebol SA informou, através de sua assessoria de imprensa, que irá decretar luto oficial de três dias.

Padre Caleffi atuava, desde 2006, na Paróquia Imaculado Coração de Maria, em Santos, no litoral de São Paulo. Ele foi internado no dia 6 de agosto com sintomas de covid-19 na Casa de Saúde de Santos e, depois de 15 dias, chegou a ter alta, mas seu estado de saúde se deteriorou e ele acabou voltando ao hospital.  Além da Covid-19, padre Caleffi lutava contra um câncer de intestino.

Nenhuma postagem para exibir