Morre Cláudio, do Macal, e Vila Tibério perde o rei do lanche

Ele trabalhava há mais de 30 anos no bairro; empresário morreu depois de retirar parte do intestino

Foto: Redes Sociais

Cláudio Pimenta Neves, 68, dono da lanchonete Macal, da Avenida do Café, na Vila Tibério, em Ribeirão Preto, morreu na manhã desta segunda-feira (26), após ser internado para uma cirurgia de retirada de parte do intestino. A causa da morte ainda não foi identificada. Ele deixa cinco filhos e seis netos.

Segundo Delza Fernanda, filha do empresário, ele fez uma cirurgia de intestino na terça-feira (13), na Santa Casa, na qual foram retirados cerca de dez centímetros do órgão, que tinha um tumor – não se sabe se maligno ou não. Ele teve alta no sábado (17). “No domingo, eu fui à noite, depois do meu trabalho, fazer uma sopa e ver como ele estava. Ele estava muito cansado e muita sudorese. Voltei com ele para o hospital e ele ficou internado”, disse.

Cláudio teve então uma série de problemas e chegou a refazer a cirurgia, mas acabou tendo um choque septico no último sábado (24). A situação se agravou e ele acabou não resistindo.

O sepultamento ocorreu na tarde desta segunda no cemitério da Saudade, em Ribeirão Preto.

Rei do lanche

Conhecido por gerações de moradores no bairro, Neves vendeu lanches no local por pelo menos 30 anos e conquistou vários amigos por onde passou. “Foram muitos anos no mesmo lugar, uma vida. Ele gostava de falar com as pessoas”, conta a filha.

Nas redes sociais, conhecidos demonstraram o pesar pela morte de Cláudio. “Para mim era mais que um lanche gostoso ou um lugar agradável em que ficava de papo depois das baladas, por muitos anos. Família super carismática que aprendemos a amar, sentirei muita falta”, disse uma das clientes do Macal. 

Nenhuma postagem para exibir