Funcionário de usina morre carbonizado ao tentar apagar incêndio em canavial da região

Operador de máquina tentava fazer aceiro, quando foi cercado pelo fogo

Foto: Rede social

O funcionário de uma usina de açúcar e álcool, localizada no município de Pereira Barreto (SP), morreu, nesta quarta-feira (30), durante uma tentativa de combate a um incêndio em um canavial em Itapura (SP). Segundo informações da Polícia, Arilson Souza trabalhava como operador de máquinas, e fazia parte da brigada de incêndio da empresa.

Arilson estava com uma máquina pá carregadeira ajudando no combate ao fogo no canavial, que se espalhou por fazendas vizinhas. Ao tentar fazer um aceiro, que é um corte no terreno para o fogo não se alastrar, acabou sendo cercado pelas chamas.

O funcionário, na tentativa de fugir das chamas, saiu correndo, mas não conseguiu escapar do fogo e morreu carbonizado. Os bombeiros ainda calculam o tamanho da queimada, que durou toda a tarde desta quarta-feira (30).

A Polícia Civil ainda investiga as causas do incêndio, e também a morte do operador de máquinas. O corpo de Arilson, que deixa um filho de seis anos, foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Andradina, onde aconteceu o exame necroscópico. O enterro estava previsto para acontecer na manhã de hoje, quinta-feira (1°).

Em uma publicação nas redes sociais, a usina lamentou a morte do funcionário, e disse que está prestando a assistência necessária aos familiares do profissional.

Nenhuma postagem para exibir