Produção de colaborativa marca participação da Invicta no Festival Wanderlust na Bélgica

Participantes do evento europeu elegeram a cervejaria como a quinta mais querida e a 120 Café e Avelã levou o terceiro lugar como a melhor cerveja do festival

Invicta leva rótulos para o Festival Wanderlust, na Bélgica - Foto: Divulgação

Rodrigo Silveira, mestre-cervejeiro e diretor da Cervejaria Invicta, foi para Bruxelas participar do Festival Wanderlust, que comemorou o aniversário da cervejaria Brussels Beer Project. O evento recebeu 14 cervejarias de toda a Europa e a única brasileira foi ribeirão-pretana, que levou as Sour or not too Sour de frutas amarelas e vermelhas, 1000 IBU, 120 café e avelã e 120 carvalho. 

“O público abraçou nossas cervejas e todos tentaram pronunciar os nomes em português, foi uma experiência indescritível. Inclusive, recebemos o 5º lugar como a cervejaria predileta e a 120 Café e Avelã foi eleita a 3º melhor cerveja do evento”, revela com satisfação Rodrigo Silveira.

Além disso, o diretor da Invicta aproveitou a viagem para participar da produção de uma cerveja colaborativa entre a canadense Microbrasserie du Lac-St-Jean e a belga Brussels Beer Project. A cerveja, uma Imperial Stout Barrel Aged, levou um ingrediente típico de cada país. A Invicta levou o café da Alta Mogiana, a cervejaria canadense baume vanillé, que é uma raiz que lembra baunilha e a belga cranberry. A cerveja passará por um processo de maturação em barril de vinho do Porto, até o próximo evento, quando será apresentada ao público no ano de 2020.

Durante a visita às terras europeias, Rodrigo também participou de jantares e eventos com outros cervejeiros para fortalecer o networking e pensar em novas colaborativas. “Foi uma experiência sensacional que aconteceu graças aos nossos colaboradores, minha família e aos amigos da Brussels Beer Project. Esperamos um resultado incrível e que venham muitas novidades positivas para a Invicta”, conclui Rodrigo Silveira.