Protetora busca ajuda para pagar transplante de células tronco de cachorrinha

Umay foi vítima de maus tratos, precisou amputar as patas traseiras e agora precisa de transplante de células tronco.

Umay venceu uma vez, e agora precisa de ajuda novamente. Depois de passar por inúmeros problemas, agora, a cachorrinha precisa de transplante de células tronco para que possa ficar bem.

Regina Maria da Silva, mulher que resgatou a cadela e dona do abrigo Recanto dos Anjos, relatou que Umay começou a perder sangue pela urina e foi preciso fazer varias transfusões de sangue, porém, ela é autoimune e seu organismo assimila o sangue como um corpo estranho e o elimina.

“Ela venceu o trauma de estar com a coluna partida literalmente ao meio e mais 3 costelas quebradas, venceu a eutanásia e a solidão de estar jogada em uma casa em construção no meio do mato, busquei ela em Cassia dos Coqueiros e comecei a lutar junto com ela para que tudo ficasse bem. Ela se auto mutilou por ter dor fantasma, pois não sentia as pernas. Depois começou a perder sangue pela urina, foram varias transfusões, e descobrimos que ela é autoimune e seu organismo entende que o que ela recebe de sangue é corpo estranho e elimina.” disse Regina.

Umay iria realizar o transplante em uma universidade de Botucatu onde o custo seria menor, porém, devido a pandemia do novo coronavírus, as aulas presenciais estão canceladas. Então, as células tronco precisam ser enviadas para Ribeirão Preto, o que aumenta ainda mais o custo do transplante. A cachorrinha precisa de 4 a 5 sessões. As células tronco e o envio custam R$1.300 reais.

Além do transplante, Regina afirma que precisa repor a medicação e ração.

Quem puder ajudar, entre em contato com a Regina por meio do telefone (16) 98249-8266, ou acessar a vaquinha virtual aqui.