Cães e gatos podem comer leite condensado?

Para muitos donos de animais de estimação é difícil resistir a aquele olhar “pidão” dos pets

Foto: Reprodução
Continua depois da publicidade

Em entrevista exclusiva ao portal amomeupet, o médico veterinário Diogo Ferrari, que atua em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, explica que a ingestão em altas quantidades desse alimento pode ocasionar problemas de saúde a curto prazo, como indisposição alimentar, vômitos, diarreia, perda de apetite e desconforto abdominal, podendo esses sintomas evoluírem para desidratação.

A lactose (açúcar do leite) presente no leite condensado não é bem aproveitada e aceita pelo trato gastrointestinal, bem como a caseína (proteína do leite) não é absorvida de forma adequada e pode gerar desequilíbrio da flora intestinal” – esclarece o médico veterinário.

De acordo com o nutricionista sênior da Purina, Jan Dempsey, de St. Louis, Missouri (Estados Unidos), “os gatos geralmente perdem a capacidade de digerir o açúcar encontrado no leite após o desmame porque os alimentos sólidos tomam seu lugar e eles não precisam mais dessa capacidade. Isso varia, no entanto, e alguns gatos podem digerir o açúcar do leite até a idade adulta e talvez por toda a vida”.

Além do leite condensado, outras opções alimentares doces também despertam a curiosidade dos donos se são recomendáveis ou não para os animais. Segundo Diogo, doces como chocolate, gomas, sorvetes e outros também aparecem na lista, mas não são indicados para os pets.

Isso porque o consumo desse alimento a médio e longo prazo poderá causar instabilidade nos níveis de glicose em pacientes diabéticos, além de não contribuir com a perda de peso de animais obesos. Cabe ressaltar que esses fatores serão influenciados de acordo com a quantidade e a frequência de ingestão do alimento…“É necessário lembrar que pequenos volumes de leite condensado podem até ser recomendados pelos veterinários a adicionar em alguns remédios para facilitar a administração, mas a maioria dos profissionais prefere orientar de outras formas e não indicam o leite condensado”, explica o veterinário.

Em caso do pet sofrer indigestão ou mal-estar, Diogo salienta a necessidade de atendimento veterinário, principalmente se isso acontecer com filhotes. Os donos devem ficar atentos a sintomas como indisposição, dores abdominais, vômito e diarreia, ou eventuais sintomas isolados que levem ao risco de desidratação.

Nenhuma postagem para exibir