Cachorrinha resgatada de matadouro se recusa a ficar longe de homem que a salvou

A cachorrinha Sanie viu coisas que animal nenhum mereceria ver. Encolhida em uma gaiola de metal de um matadouro no Camboja, ela assistiu passivamente dezenas de seus amigos serem mortos para virarem carne de consumo

Reprodução/ANDA

Talvez ela não soubesse, mas a qualquer momento, Sanie poderia ser a próxima.
Felizmente, sua vida foi poupada graças aos esforços de um incansável ativista pelos direitos dos animais.

Michael Chour, fundador da ONG The Sound of Animals, uma entidade não governamental que salva cães do comércio de carne no sudeste da Ásia, visitou o matadouro em Phnom Penh, no Camboja, onde Sanie e dois outros cães estavam sendo mantidos.

Chour tentou convencer o dono a abandonar os três cães, dizendo que isso lhe traria um mal ‘karma’. Mas o proprietário se recusou a desistir deles, explicando que eles já haviam sido vendidos. No entanto, ele disse a Chour que ele poderia levar Sanie.

“Ela estava rosnando e tremendo de medo quando a salvei”, disse Chour ao portal The Dodo. “Mas eu a fiz sentir o cheiro da minha mão e lentamente me aproximei dela.”
Aos poucos, o ativista conquistou a confiança da cachorrinha e a retirou da jaula.

“Quando saí da jaula, ela ainda estava apavorada e estava olhando para o açougueiro”, disse Chour. “Mas depois que eu dei as costas para ele, ela se empurrou contra mim e colocou a cabeça sob a minha.”

A partir daí, Sanie quis estar o mais próximo possível de Chour.

“Ela me abraçou e não parou”, disse Chour. “Quando a levei à clínica veterinária e tentei colocá-la no chão, ela ainda não a soltou.”

“Ela sabe muito bem que eu a salvei e ela sente meu amor”, disse Chour. “Os cães são inteligentes e entendem as coisas.”
Depois de ser examinada pelo veterinário, Chour levou Sanie de volta ao abrigo de seu grupo, a Blue Dream, onde a cachorrinha encontrará outros cães resgatados do comércio de carne.

“Eu tenho um amigo para ela chamado Bear”, disse Chour. “Ele também é um cão resgatado do matadouro e ensinará amor e confiança a ela.”
Chour espera que Sanie seja adotada por uma família que vive na Europa. “Acabamos de enviar dois cães para a Inglaterra, e eles vivem no paraíso agora”, disse. “Eles têm uma vida muito feliz.”
“Espero garantir o mesmo para ela”, complementou. “Ela merece”.

Nenhuma postagem para exibir