Tudo igual! Em casa, Botafogo empata com o Guarani pela Série B

Em um jogo fraco e apático, o Pantera não consegue vitória e liga sinal de alerta para o campeonato

Foto: Raul Ramos/Agência Botafogo

O primeiro tempo foi fraco. O Botafogo ficava com a bola, mas não criava jogadas de perigo, enquanto o Guarani se defendia e saía para o contra-ataque, mas foi inexistente a jogada. O Guarani, quando roubava a bola não conseguia levar perigo, pois não havia jogadores no ataque. O time de Campinas tentava jogadas individuais, mas acabava perdendo a bola.

Continua depois da publicidade

Por causa do cenário imposto, o Botafogo vivia uma dilema, não utilizar dos chutões para fazer ligações diretas, mas não perder a bola no meio de campo, aonde havia a maior concentração dos jogadores bugrinos. Felipe Saraiva e Rafael Costa inverteram os lados de ação do campo, o camisa 98 era o mais acionado pelos meias do Pantera. 

O jogo ainda teve um lance polêmico, aos sete minutos Felipe Saraiva recebeu em velocidade pela esquerda, cortou, mas Ferreira tirou a bola, o jogador bugrino havia levantado a perna, atingindo Saraiva. Aos 26, uma jogada de Nadson foi o exemplo do primeiro tempo pífio das duas equipes. O meia tricolor dividiu a bola com Ferreira, ganhou, mas acabou tropeçando no zagueiro bugrino, que segurou em seguida. O árbitro mandou seguir a jogada.

No segundo tempo, Roberto Fonseca tirou peças que não estavam funcionando, fazendo com que o Guarani melhorasse na volta do intervalo. Na primeira mexida, colocou Brady no lugar de Arthur, assim o Bugre conseguiu criar duas grandes chances, fazendo o goleiro Darley trabalhar. Depois foi a vez da estreia de Vitor Feijão estrear, quando o técnico sacou Deivid Souza.

As chances do Botafogo ficaram por conta do Murilo Henrique. Aos 17 minutos, o atacante cabeceou com perigo para o gol bugrino, quase abrindo o placar. Aos 36, Henan ganhou da defesa do Guarani e ajeitou para Murilo, que na hora de chutar para o gol foi travado por Deivid. Sem mais tempo, a partida terminou no 0 a 0, um ponto comemorado pelo Guarani e um sinal de alerta para o Botafogo, que precisa mostrar mais atitude se almeja o acesso à elite do futebol brasileiro.

A próxima partida do Botafogo é contra o Atlético-GO, na terça-feira (23), às 20h30, no estádio Antonio Accioly.