Sem pontos! Botafogo perde por 2 a 0 para o Guarani

Com várias chances desperdiçadas, inclusivo um pênalti, Botafogo perde pela 4ª vez no estadual

Foto: Raul Ramos/ Agência Botafogo

Neste domingo (10), Guarani e Botafogo finalizaram os jogos desse fim de semana. Em um confronto movimentado, o Pantera perdeu por 2 a 0 para o Bugre. Thiago Ribeiro e Diego Cardoso marcaram os gols da vitória para o time de Campinas. Bruno Moraes ainda perdeu um pênalti para o tricolor, quando a partida estava 0 a 0.

Os minutos iniciais foram de estudo pelas duas equipes. Mas aos 3 minutos, o enredo da partida mudou, quando Thiago Ribeiro recebeu na meia lua, girou e bateu, a bola foi para fora. O lance foi o pontapé para o domínio do Guarani no confronto.

A primeira chegada de perigo do Botafogo foi aos 11 minutos, quando o Pará tabelou com Felipe Saraiva, recebeu dentro da área e bateu cruzado. Victor Ramos impediu o gol, mandando para o escanteio. Um minuto depois, Pará apareceu de novo, pegando sobra do escanteio, dominou e encheu o pé direito. A bola passou perto do travessão do goleiro Giovanni.

Se o Pará se destacava pelo Pantera, pelo lado bugrino era o Thiago Ribeiro. Por pouco o Guarani não abriu o placar aos 20 minutos, quando o camisa 10 lançou William Matheus, que rolou de volta para Thiago Ribeiro e que bateu com força e efeito, mandando no travessão.

O Guarani tentava mudar o placar da partida, principalmente com jogadas do Thiago Ribeiro. Mas, aos 30 minutos, o Botafogo teve chance clara de abrir o marcador. Em um boa jogada individual do Pimentinha, Deivid deu uma rasteira no atacante tricolor dentro da área. Pênalti para o Pantera. Bruno Moraes foi para a cobrança e o goleiro Giovanni defendeu.

A partida voltou para o Guarani. Aos 33 minutos, o goleiro Rodrigo Viana espalmou um belo chute do atacante Viana, depois de uma falha da defesa tricolor. E quando o relógio marcava 40, Ricardinho puxou um contra-ataque, após desarme, e lançou Viana. O atacante invadiu a área e bateu cruzado, Thiago Ribeiro, livre, tocou para o gol vazio. 1 a 0 para o Guarani.

No segundo tempo, o Botafogo tinha como missão reverter a superioridade da posse de bola que o Guarani teve na primeira etapa. Além de melhorar as chegadas de velocidade, com Pimentinha e Saraiva, e finalizações.

O Botafogo quase empatou logo no primeiro minuto. Bruno Moraes cabeceou sem força uma bola cruzada, a bola encobriu o goleiro Giovanni e sobrou para Diones, que tocou de cabeça e acertou a trave.

Aos 10 minutos, Saraiva balançou na frente do Léo Príncipe e arriscou o chute no canto, Giovanni defendeu. Era toma lá dá cá. Aos 11, o zagueiro Ednei foi enganado pelo quique da bola e deixou Thiago Ribeiro livre. O camisa 10 bateu de canhota e mandou para fora, em uma chance desperdiçada de ampliar o placar.

O Botafogo teve mais duas chances de empate. A primeira foi aos 15 minutos, quando Bruno Moraes ganhou do zagueiro no corpo, ajeitou para o pé direito e bateu com força, mas Giovanni defendeu. A outra foi aos 20, em uma cobrança de escanteio, Ednei, na frente de Giovanni, desviou, mas mandou pela linha de fundo. Duas oportunidades perdidas para o Pantera.

Depois de tantas chances desperdiçadas, o Botafogo acabou tomando mais um gol. Aos 44 minutos, Fabrício Costa viu a movimentação de Diego Cardoso e lançou nas costas da defesa tricolor. O atacante passou pelo goleiro Rodrigo Viana e tocou para o gol vazio. 2 a 0 para o Guarani.

A próxima partida do Botafogo é na próxima sexta-feira (15), contra o RB Brasil, às 21h, no Moises Lucarelli, em Campinas.

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui