“Queremos montar um time ofensivo e que dê orgulho para o torcedor”, diz Wagner Lopes

Treinador esteve em Ribeirão, participou de reuniões e deu entrevista; ele comandará time em 2020

Wagner Lopes, treinador do Botafogo, comandou a equipe em 2014 - Foto: Agência Botafogo

Novo treinador do Botafogo para a próxima temporada, Wagner Lopes afirmou que o objetivo é formar uma equipe ofensiva, aguerrida e que dê orgulho para o torcedor botafoguense. O comandante chegou em Ribeirão Preto nesta segunda-feira (2) e esteve no estádio Santa Cruz e na Arena Eurobike. Ele fez reuniões com Oswaldo Festucci, vice-presidente, e Léo Franco, diretor executivo, durante o dia.

Continua depois da publicidade

“Fiquei muito feliz com o convite de poder voltar e estou muito motivado. A proposta veio e o acerto foi muito rápido. Quero fazer o possível para o Botafogo repetir aquele futebol de 2014”, disse o novo comandante botafoguense referindo-se ao time do Campeonato Paulista.

Na oportunidade, o Tricolor terminou a primeira fase na liderança de seu grupo e foi eliminado nas quartas de final diante do Ituano nos pênaltis.  No total, conquistou nove vitórias, dois empates e obteve cinco derrotas.

“Aquele time era muito competitivo, comprometido e com todo o elenco querendo escrever seu nome na história do Botafogo. A ideia é buscar no mercado o que tiver de melhor para que o Tricolor seja bem representado, seja um time ofensivo e que o torcedor sinta orgulho do time”, afirmou.

Durante conversa nesta segunda-feira, Wagner Lopes citou a força da torcida botafoguense.

“Precisamos da ajuda de toda a família botafoguense. O Paulista e a Série B são campeonatos difíceis. Esperamos com humildade, trabalho e a ajuda de todos conquistar os nossos objetivos. Vamos formar um time forte, aguerrido e com o objetivo de buscar o acesso para a Série A no segundo semestre. Estou maravilhado com essa estrutura que o Botafogo possui atualmente”, completou.

A data da apresentação do novo treinador botafoguense ainda não foi definida.

Confira a entrevista do técnico Wagner Lopes à Agência Botafogo:

Carreira

Além do Botafogo, Wagner Lopes já passou também pelo Atlético-GO, Joinville, Paraná, Bragantino, Sampaio Correa, Goiás, Criciúma, Paulista, São Bernardo e Albirex Niigata (JAP).

Neste ano, ele dirigiu o time goiano até a 31ª rodada da Série B do Brasileiro. Na oportunidade, deixou o clube na terceira colocação.

Antes de se tornar treinador, Wagner Lopes também foi jogador profissional. Revelado nas categorias de base do São Paulo, ele se transferiu para o futebol japonês, onde atuou pelo Yokohama Marinos, Kashiwa Reysol, Honda FC, Nagoya Grampus, Shonan Bellmare, FC Tokyo e Avispa Fukuoka, seu último clube em 2002.

Ele se naturalizou japonês e defendeu a seleção do Japão na Copa do Mundo-1998.