Juventude x Botafogo: sem 4 titulares, Tricolor joga pela reabilitação em Caxias do Sul

Jogo será no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, com transmissão do Grupo Thathi de Comunicação

Com o objetivo de conquistar a reabilitação, o Botafogo encara o Juventude neste sábado (29), às 11h, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

No histórico dos confrontos, os clubes já se enfrentaram em nove oportunidades. O Tricolor tem duas vitórias assim como o time de Caxias do Sul. O duelo ainda registra cinco empates.

São três jogos pelo Brasileirão, quatro pela Série B e outros dois pela Série C.

Aliás, o último confronto ocorreu pela Terceira Divisão Nacional. No dia 28 de agosto de 2016, as equipes empataram por 0 a 0.

Após cinco rodadas, o Botafogo soma seis pontos, enquanto o time de Caxias do Sul tem oito pontos.

O treinador Claudinei Oliveira afirmou que o torcedor botafoguense pode esperar o mesmo estilo de jogo apresentado pela equipe nas últimas partidas no duelo contra o Juventude. Mesmo com 4 desfalques, o técnico está confiante. O time titular não terá o lateral direito Val e o atacante Wellington Tanque que testaram positivo para Covid-19, o zagueiro Jordan, suspenso com três cartões amarelos e o meia Matheus Anjos, com desconforto muscular.

“Precisamos manter o mesmo comportamento que tivemos nos jogos contra o Avaí, Confiança e Cruzeiro. Temos que ser uma equipe organizada, que vai competir por todas as jogadas e, quando tiver a posse de bola, vamos agredir para chegar ao gol do Juventude. Porém, não podemos nos expor muito para não dar o contra-ataque ao adversário”, disse Claudinei Oliveira antes do treino desta sexta-feira.

“Contra o Avaí e Confiança, o nosso time foi bem dominante. Nos outros jogos, inclusive nas partidas que perdemos, os confrontos foram iguais, bem parelhos. Mesmo com os desfalques, estamos mantendo um nível de atuação muito bom, o que tem me deixado satisfeito. Essas trocas constantes de atletas servem para validar o nosso esquema de jogo, a forma da gente atuar”, acrescentou o treinador, referindo-se às ausências dos titulares nos últimos duelos.

Apesar de elogiar o comportamento do time nas cinco partidas disputadas até o momento, o comandante botafoguense lamentou as oportunidades desperdiçadas.

“Estamos criando oportunidades de gol, inclusive, com muitas finalizações dentro da grande área. Infelizmente, não estamos sendo felizes nas conclusões. Foram três bolas na trave contra o Avaí, uma diante do Guarani e outra contra o Figueirense. Porém, vai ter jogo que vamos ter uma ou duas chances e vamos conseguir marcar”, analisou.

No duelo contra o Juventude, Claudinei Oliveira terá à disposição o zagueiro Róbson, que deixou a partida contra o Figueirense com uma entorse no tornozelo, além do lateral esquerdo Gilson e do volante Naldo, recuperados de contusões. Outra novidade é a presença do atacante Dodô, que voltou a ser relacionado após se recuperar de uma cirurgia no joelho direito.

“Temos os retornos do Gilson e do Naldo, que eram titulares e estavam bem. Porém, vamos definir o time no dia do jogo. Estamos estudando as possibilidades”, completou.

No Juventude o técnico Pintado contará com retorno de quatro atletas. O zagueiro Augusto, o meia Tarta, o lateral Wellington Silva e o atacante Roberto ficam novamente disponíveis. Eles não atuaram diante do América-RN pois já disputaram partidas pela Copa do Brasil desse ano em outras equipes, antes da pandemia. 

O Grupo Thathi de Comunicação transmite o jogo a partir das 10h pela Multiplataforma: rádios, tv e internet. Com narração de Jorge Vinicius, comentários de Weber Lima e reportagens de Corrêa Júnior. Igor Ramos comanda os programas antes e depois da partida do Pantera.

PROVÁVEL BOTAFOGO:

Darley, Jeferson, Walisson Maia, Róbson e Gilson,

Elicarlos, Victor Bolt, Naldo e Rafinha,

Ronald e Gustavo Henrique.

Nenhuma postagem para exibir