Judoca ribeirão-pretana é convocada para semana de treinos com a seleção brasileira

De 25 de maio e 1º de junho atletas serão avaliados para possíveis vagas no Mundial Júnior e nos jogos Pan-Americanos Júnior

Foto: Redes Sociais

A judoca ribeirão-pretana Bruna Galloro, 19, foi convocada para uma semana de treinos com a seleção brasileira. Os atletas serão observados entre os dias 25 de maio e 1º de junho, durante competição interna, para avaliação dos atletas, visando o Mundial Júnior e os jogos Pan-Americanos Júnior, que, por conta das complicações da pandemia, ainda não tem data confirmada para acontecer.

Formada pela Associação de Judô Corpore Sano, Bruna foi atleta do projeto Rumo ao Pódio – onde ficou dos 11 aos 16 anos -, que ajuda na formação e inserção de judocas no esporte de alto rendimento. Atualmente ela defende o Esporte Clube Pinheiros, referência na modalidade. Dentre as principais conquistas de sua curta carreira, a judoca foi campeã Paulista em 2018, vice-campeã brasileira em 2018, 5º lugar na seletiva nacional de 2018, 7º lugar na seletiva nacional de 2019, 3º lugar no Campeonato Paulista de 2019 e 5º lugar na Taça Brasil.

Questionada sobre a convocação, a Bruna contou que, em primeiro momento, achou que esse seriam apenas alguns dias de treinamento, mas depois de descobrir que seria um período avaliativo para competições internacionais, ficou com frio na barriga.

“No começo eu achei que era mais um treinamento de campo, mas depois de saber que eles vão avaliar o treino e tudo mais, mudei completamente e me deu aquele frio na barriga”, disse, “estou treinando muito bem já faz um bom tempo, mas estou há quase um ano sem competir. Muito feliz e animada de saber que estou entre as melhores. Vou dar o meu melhor”, completou.

Coordenador do Rumo ao Pódio, Cleber do Carmo comentou a convocação da atleta e destacou o talento da jovem. “Estamos muito orgulhosos de a Bruna ter recebido essa convocação. Ela é um talento nato, que tem o judô no sangue, herança de família. Ficamos muito felizes em ver a evolução dela. Ela surgiu do Rumo ao Pódio e é para isso que esse projeto existe, para formar grandes talentos e servir a seleção brasileira. A Bruna é mais um talento que a gente consegue emplacar entre as melhores judocas do país”, contou Do Carmo.

Família judoca

A raiz familiar de Bruna no judô veio do pai, André Galloro, que foi um dos maiores nomes da modalidade em Ribeirão Preto. O ex-atleta contou sobre o orgulho que tem da filha e disse estar feliz pela primeira oportunidade dela na seleção. “Primeiramente fico extremamente feliz por ela ter seguido o esporte, mais feliz ainda por ser o judô. Desde muito pequena ela me acompanhou nos treinamentos e sempre brincávamos de judô, porém foi uma grande surpresa ela, por conta própria, iniciar e conseguir grandes resultados”, afirmou André Galloro.

Sobre a relação com Galloro, Bruna destacou o fato de seu pai ter sido um grande nome do esporte na cidade e afirmou que espera dar muito orgulho para ele. “Eu vejo como uma inspiração, ele me ajuda muito fora do tatame. Temos uma boa relação com isso. Não tem um na minha cidade que não fala dele, isso me motiva muito. Espero dar muito orgulho para ele, para minha mãe e toda minha família”, disse.

Nenhuma postagem para exibir