Darley cita “erros grotescos” da arbitragem, mas pede foco total no Botafogo e rivais

Goleiro critica lances considerados pelo clube como erros da arbitragem nos últimos jogos, mas ressalta que elenco não pode ficar preocupado com isso e deve mirar as atenções apenas no futebol

Foto: Raul Ramos / Agência Botafogo

O Botafogo lidera a Série B do Campeonato Brasileiro com 12 pontos conquistados em cinco rodadas, tem 100% de aproveitamento nos jogos realizados como visitante, mas um detalhe tem provocado dores de cabeça no clube: a arbitragem. O clube questiona duas decisões tomadas pelos árbitros na derrota para o Vila Nova-GO, por 1 a 0, no Estádio Santa Cruz, e até mesmo na rodada anterior, quando a equipe bateu o Operário-PR, por 2 a 0, em Ponta Grossa-PR.

Contra os goianos, o árbitro Marielson Alves Silva viu um toque de braço do zagueiro Luiz Otávio na bola em uma disputa no alto dentro da grande e assinalou a penalidade com menos de um minuto de jogo. Já contra o Operário-PR, quando o jogo ainda estava empatado em 0 a 0, o atacante Rafael Costa fez gol de cabeça após tomar a frente na jogada com o volante Chicão, porém o árbitro Ivan da Silva Guimarães Junior entendeu que o botafoguense fez falta na jogada e ainda aplicou cartão amarelo ao jogador por causa de reclamação.

“Errar todo mundo erra e a gente espera que tenham sido erros mesmo e que não seja nada com maldade porque realmente, no meu modo de ver, foram dois erros grotescos. Aquele pênalti com 20 segundos de jogo e o gol anulado, que se tivesse que dar alguma coisa seria o pênalti. É estranho, mas espero que seja mesmo erro humano e que isso não volte a acontecer contra a gente”, afirmou o goleiro Darley, em entrevista concedida na tarde desta segunda-feira (27), no Estádio Santa Cruz.

Um dos destaques da equipe, que tem a defesa menos vazada da Série B, com apenas dois gols sofridos, Darley pede ainda para que o elenco mantenha o pensamento apenas no trabalho e deixem as polêmicas de arbitragem de lado. “Temos que focar mais na partida, esquecer um pouco esse lado da arbitragem. Nosso foco tem que ser total em nós e nos nossos adversários. Temos que estar muito focados em cada partida porque assim as coisas acontecem, o grupo evolui. Temos que esquecer um pouco esses problemas da arbitragem e esperamos que isso tenham sido erros humanos mesmo e que não seja por maldade”, ressaltou o camisa 89.

O Botafogo volta a campo neste sábado (1), às 16h30, para enfrentar o Criciúma-SC, no Estádio Santa Cruz. A partida será válida pela 6ª rodada do Brasileiro da Série B e será a última em Ribeirão Preto até a pausa do campeonato por causa da realização da Copa América, no Brasil.