Com mudanças de peças e esquema tático, Botafogo quer surpreender Operário-PR

Técnico Roberto Cavalo promove entradas de Higor Meritão, Willian Oliveira e Júlio César, que fará sua estreia, e equipe deixa esquema com três atacantes e passa a jogar com três volantes

Foto: Raul Ramos / Agência Botafogo

Após sofrer a primeira derrota na Série B e perder também a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, o Botafogo terá que pontuar no duelo diante do Operário-PR neste sábado (25), às 19h, no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa-PR, para se manter mais uma rodada no G4 da competição nacional.

O técnico Roberto Cavalo se preocupou ao longo de toda a semana em conversar bastante com o elenco para não deixar cair a moral dos atletas. Além do papo, o treinador também apostou em três mudanças na equipe titular para ter um time mais adequado para encarar o Operário-PR, fora de casa. Jonata Machado, Murilo e Erick Luis foram sacados do time titular e darão os lugares para Higor Meritão, Willian Oliveira e Júlio César, que foi apresentado oficialmente esta semana no Tricolor.

“As mudanças não estão sendo feitas por causa da derrota, mas pelo rendimento. Achei que o Erick no jogo contra o Vila não rendeu aquilo que queríamos e a chegada do Júlio César foi importante. Ele vem mais inteiro e com um jogador do nível dele não vejo a hora de pôr em campo para estrear. O Willian era titular no Paulistão, fez uma dupla muito boa com o Marlon e vem treinando acima da média. E, nesse momento, por enfrentar um time de muita pegada, então queremos aproveitar também a experiência do Meritão em campeonatos. A falta de experiência do Jonata pode levar a essa mudança”, declarou o treinador botafoguense.

Cavalo lamentou não poder contar com o atacante Felipe Saraiva. O jogador havia se recuperado de lesão muscular na coxa esquerda, porem sentiu uma dor muscular em uma região próxima ao local onde sofreu a contusão e foi vetado pelo departamento médico. Essa ausência também impulsionou Cavalo a optar pela mudança no esquema tático, que deixa de contar com três atacantes para apostar na formação com três volantes. “Se tem o Saraiva, não tenha dúvida que eu ia começar com dois pontas agudos na frente e o Rafael Costa. Você pode me perguntar por que não começo com o Erick, mas o que acontece é que pelo lado esquerdo quem faz melhor a função é o Saraiva. O Júlio e o Erick fazem a direita, o Erick, aliás, já trabalhou comigo pela esquerda, mas não tem a mesma qualidade técnica para fazer uma jogada aguda para o centroavante” ressaltou o técnico.

“Começando com três volantes o time vai me dar uma marcação muito forte no meio por onde o Operário-PR força bastante e vamos neutralizar os lados para evitar os cruzamentos. Além disso, eu ganho com os volantes porque são todos atletas de qualidade e eles têm boa chegada à frente também”, acrescentou Cavalo.

Uma das novidades na escalação, Willian Oliveira garante que a formação com três volantes não representará um time com pensamento mais defensivo em Ponta Grossa-PR. “Particularmente gosto muito do esquema com três volantes. Vejo outros times que jogam com três volantes, acompanho Flamengo, Inter e times lá fora como o Liverpool, por exemplo. Se o time ganha o meio, a probabilidade de vencer o jogo aumenta muito e esperamos que dê certo com o Operário-PR.”

Willian não joga pelo Botafogo desde o dia 27 de março, no empate contra o Oeste, por 3 a 3, em Barueri, pelo jogo de volta da primeira fase do Troféu do Interior. O jogador aproveitou a pausa após o Estadual para tratar uma lesão antiga que o vinha incomodando e o fez jogar no sacrifício durante quase toda a temporada. “Joguei o Paulista todo com o adutor meio baleado, mas felizmente deu tudo certo. Parei após o Paulista para dar uma tratada, vim me recuperando e hoje estou bem. O professor me surpreendeu quando me deu o colete de titular e agora cabe a mim corresponder a essa confiança”, disse.

FICHA TÉCNICA
Operário-PR x Botafogo
Campeonato Brasileiro da Série B – 5ª Rodada
25/05/2019 – 19h
Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa-PR
Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Junior-AM
OPERÁRIO-PR – Simão; Danilo Baia, Alisson, Juan Sosa e Allan Vieira; Chicão, Revson, Marcelo e Rafael Chorão; Felipe Augusto e Bruno Batata. Técnico: Gerson Gusmão.
BOTAFOGO – Darley; Lucas, Luiz Otávio, Leandro Amaro e Pará; Higor Meritão, Marlon Freitas, Willian Oliveira e Nadson; Rafael Costa e Júlio César. Técnico: Roberto Cavalo.