Brasileirão: Palmeiras vence mais uma e segue na liderança da competição

Santos também vence se segue na cola do time alviverde e o São Paulo só conquista um ponto na rodada

Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Nesse domingo (2), o trio paulista jogou pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Santos e Palmeiras venceram as suas partidas e continuam no topo da tabela. O São Paulo continua sem vencer e empatou com o Cruzeiro. A partida do Corinthians dessa rodada foi adiada sem data definida. Confira o resumo da sétima rodada:

Ceará 0x1 Santos

O Santos voltou a vencer no Brasileiro. Na estreia de Uribe e Marinho, o time de Jorge Sampaoli bateu o Ceará por 1 a 0,, na arena Castelão. O primeiro tempo foi morno. O Santos trocou passes sem oferecer perigo ao Ceará, que contou com jogadas individuais de Fernando Sobral e Thiago Galhardo.

O gol saiu no segundo tempo. Aos sete minutos, Carlos Sanchéz, tirou a força da bola e deu um belo passe para Eduardo Sasha cabecear e marcar o único gol da partida. A categoria do uruguaio foi essencial para acabar com a seca de gols do time de Sampaoli.

São Paulo 1×1 Cruzeiro

São Paulo e Cruzeiro vinham de momentos conturbados e uma vitória poderia trazer paz para uma das equipes. O tricolor, que jogava em casa, precisava mais do que nunca dar resposta ao seu torcedor. A equipe de Cuca, com algumas alterações da eliminação da Copa do Brasil, mostrava nervosismo. Até que aos 15 minutos, em jogada pelo lado com Reinaldo, o São Paulo abriu o placar com Alexandre Pato.

A alegria e alívio tricolor duraram até o segundo tempo, quando o time do Cruzeiro acertou o meio e as suas jogadas. Com a melhora celeste, o São Paulo recuou e sofreu. Aos 23 minutos, Thiago Neves cobrou uma bela falta, na entrada da área, e empatou para o time mineiro. O Cruzeiro só não ampliou graças a uma excelente atuação do goleiro Tiago Volpi. Nos minutos finais, as duas equipes buscavam o gol, mas sem arriscar criação de jogadas e apostando no contra-ataque. E foi em um contra-ataque com David, que Igor Vinicius, acabou sendo expulso, aos 49 minutos.

Chapecoense 1×2 Palmeiras

Mais três pontos, mais uma vitória. A vida do palmeirense continua de vento em popa. Dessa vez, a vítima foi a Chapecoense, que buscou o empate, mas não foi o suficiente para derrotar o time de Felipão, em Chapecó. A Chape começou melhor, embalada pela torcida, mas aos poucos o Palmeiras foi encaixando as suas jogadas até abrir o placar. Aos 31 minutos, Deyverson tabelou com Zé Rafael, que passou a bola para Dudu marcar o primeiro gol.

Aos 34 minutos, a Chapecoense conseguiu o empate após Everaldo converter um pênalti. Em bola alçada na área do Palmeiras, Deyversou saltou com os braços abertos e tocou na bola, o árbitro Rodolpho Toski Marques marcou penalidade. 10 minutos depois, Marcos Rocha colocou o Palmeiras na frente novamente. No segundo tempo, a Chape ensaiou uma pressão, principalmente no final da partida, quando o time de Chapecó foi com tudo para cima do Verdão. Mas não foi o suficiente para mudar o placar na Arena Condá.