Botafogo surpreende e goleia a Ponte Preta pela Série B

Pantera faz um primeiro tempo de gala e domina a partida do início ao fim; duelo marca o reencontro Tricolor com a vitória após dois jogos

Murilo foi um dos autores dos gols da vitória do Botafogo por 4 a 1 contra a Ponte Preta. Foto: Agência Botafogo

Neste sábado (5), o Botafogo venceu a Ponte Preta por 4 a 1 pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, no estádio Santa Cruz. Os gols foram marcados por Marlon Freitas, duas vezes, Murilo e Dodo. Roger descontou para a Macaca. A próxima partida do Tricolor é contra o Figueirense, também no estádio Santa Cruz, na terça-feira (8), às 19h15.

Primeiro tempo

Mesmo com alguns jogadores no limite físico, Gilson Kleina repetiu a escalação pela terceira partida consecutiva. Já Hemerson Maria colocou Higor Miritão no lugar do suspenso Bruno José. Os dois times precisavam da vitória, mas cada um começou com um ritmo.

O Botafogo estava implacável na marcação, os comandados de Hemerson Maria pressionava a saída do adversário e forçava o erro da defesa. O Pantera ditava o ritmo da partida, algo que o torcedor botafoguense não via há um bom tempo.

A imposição não impediu que a arma do Tricolor fosse o contra-ataque e assim que saiu o primeiro gol da partida, aos dois minutos. O lateral Pará acionou o volante Marlon Freitas que avançou e bateu rasteiro no gol. 1 a 0 Botafogo.

A Ponte Preta não conseguia achar espaços na barreira botafoguense e sofria com os ataques rápidos do tricolor. O segundo gol também saiu de outro contra-ataque rápido. Aos 16 minutos, o Botafogo fez uma bela troca de passes e a bola sobrou para o meia Murilo, que entrou na área e também bateu rasteiro. 2 a 0 Botafogo.

O terceiro gol foi de pênalti. Marlon Freitas foi puxado pelo atante Roger e a árbitra Edina Alves Batista apontou para o meio da pequena área. O próprio camisa 7 foi para a cobrança e converteu. 3 a 0 Botafogo.

Segundo tempo

A Ponte Preta tentou reagir na segunda etapa. Aos três minutos, o meia Dadá, que havia entrado no intervalo, recebeu na intermediária e finalizou forte com perigo, mas Darley voou na bola e fez uma excelente defesa defesa. O Botafogo continuava pressionando.

O camisa 21 da Macaca buscava jogadas. Aos 19 minutos, pedalou e deu caneta no volante Pablo. O camisa 95 derrubou o atacante na área e mais um pênalti foi marcado na partida. O atacante Roger foi para a cobrança, bateu no meio do gol e diminuiu o placar. 3 a 1.

A Ponte arriscou mais duas vezes. Aos 23 minutos, em uma perigosa cobrança de falta do Dadá, a bola foi rasteira e Darley mandou para escanteio. No rebote do escanteio, o meia Gerson Magrão chutou para o meio da área, o zagueiro Henrique Trevisan meio sem querer, tocou na bola, que passou perto da trave direita de Darley.

Após o susto alvinegro, veio o gol tricolor com jogada de dois jogadores que também entram na segunda etapa. Aos 25 minutos, o Botafogo saiu no contra-ataque. O lateral Leonan achou Dodô dentro da área pelo lado direito e o atacante finalizou cruzado, sem chances para o goleiro Ivan. 4 a 1 Botafogo.

A goleada estava concretizada. O Botafogo só teve que controlar a partida contra a desgastada Ponte Preta. Bom para os botafoguenses.

 

Nenhuma postagem para exibir