Botafogo joga mal e, mesmo com um a mais, perde do Guarani no Santão

Pantera foi dominado pelo Bugre e perdeu a primeira em casa; equipe teve um a mais durante a maior parte do segundo tempo

Tanque disputa lance com a zaga do Bugre - Foto: Agência Botafogo

O Botafogo perdeu perdeu para o Guarani por 1 a 0, neste sábado (15), no Estádio Santa Cruz, pela terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Tricolor continua com três pontos na competição em três partidas disputadas. Agora, o Pantera encara o Avaí na terça-feira (18), às 19h15, no Estádio da Ressacada.

O Botafogo entrou em campo com quatro desfalques: o volante Naldo, o lateral esquerdo Gilson, o meia-atacante Matheus Anjos, afastado depois de testar positivo para Covid-19, e o atacante Rafinha. Logo aos 11 minutos, o time perdeu Victor Bolt, que deixou o campo lesionado.

Mesmo assim, o Tricolor criou as três primeiras oportunidades de gol. A primeira surgiu após um cruzamento de Ronald. A bola sobrou para Calabres na entrada da pequena área, mas o camisa 17 finalizou para fora.

O Pantera ainda ameaçou numa cabeçada para fora de Wellington Tanque após cobrança de escanteio e no chute de fora da área de Ronald que exigiu boa defesa de Jefferson Paulino.

Dominado

Apesar das chances do Botafogo, era o Guarani que dominava a partida, ficando mais com a bola. Já o Guarani tinha a posse de bola, mas não conseguia entrar na defesa botafoguense. Porém, a equipe de Campinas abriu o placar na primeira finalização mais efetiva. Júnior Todinho recebeu pelo lado direito do ataque, cortou para o meio e bateu cruzado para fazer 1 a 0.

Depois do gol, a equipe campineira continuou ameaçando, mas sem conseguir transformar a superioridade em gols.

Ainda na etapa inicial, os atleta botafoguenses reclamaram de um pênalti não marcado pelo árbitro Lucas Canetto Bellote após Deivid colocar a mão na bola dentro da grande área. O primeiro tempo, entretanto, acabou com o Bugre com 75% da posse de bola e o Botafogo sem ameaçar a meta verde.

Segunda etapa

No segundo tempo, o time de Campinas começou melhor e quase ampliou em dois lances com Waguininho.

No primeiro, deu belo chapéu no lateral Val – o pior da partida – e levou perigo ao gol do Pantera, finalizando de dentro da área. Um minuto depois, antecipou novamente um cruzamento que disputou com o lateral e perdeu gol feito, finalizando de cabeça.

O Tricolor ainda ficou com um jogador a mais após a expulsão de Júnior Todinho. Assim, a equipe pressionou o rival e teve grande chance de empatar com Wellington Tanque, que cabeceou para fora.

Na sequência, Romão fez um bonito lance individual, mas foi travado na hora do chute e a bola passou raspando a trave do goleiro Jefferson.

Aos 40 minutos, Ronald fez jogada pela direita, a bola desviou e encontrou a cabeça de Luketa, que mandou no travessão. O time ainda pressionou, porém, não conseguiu chegar ao empate.

Nenhuma postagem para exibir