Às vésperas de jogo decisivo, Botafogo tem agressão e bate-boca entre conselheiros e integrantes da BFSA

Conselheiro Alessander Andrade de Martin, e presidente do Conselho, José Hermenegildo de Martin, foram barrados de entrar no estádio na última sexta-feira (20); situação virou caso de polícia

Arena Eurobike, no estádio Santa Cruz - Foto: Divulgação

Enquanto aguarda o jogo que pode definir sua situação na Série C do Campeonato Brasileiro – o Botafogo enfrenta hoje o líder Ypiranga, no estádio Santa Cruz – uma confusão envolvendo integrantes da diretoria do Botafogo e o estafe do Botafogo Futebol S/A, tomou os holofotes da partida na tarde da última sexta-feira (20).

Isso porque o representante eleito para o Conselho da Botafogo Futebol SA, Alessander Andrade de Martin, e o presidente do Conselho Deliberativo do Botafogo, José Hermenegildo de Martin, afirmam terem sido barrados pelo estafe da BFSA ao entrarem no estádio para acompanhar o treino dos jogadores. De acordo com o relato, houve bate-boca e agressões.

“Fui para acompanhar meu pai. Há vários anos ele tem como hábito frequentar o estádio e suas dependências, bem como assistir aos treinos. Não fui como conselheiro do BFC, não fui como conselheiro eleito da S/A, estava somente acompanhando meu pai. O fato mais triste é ter que conviver com truculências e agressões dentro de um local que vivemos a vida inteira e que ali muito ajudamos ao longo dos anos. O episódio foi lamentável”, relatou Martin.

De acordo com as informações apuradas pela reportagem, pai e filho foram impedidos pelo diretor de futebol, Paulo Pelaipe, de entrar em um local de acesso restrito aos técnicos e jogadores. Durante a ocorrência, houve uma discussão entre os envolvidos, além de empurra, empurra e uma desavença entre o conselheiro e um segurança do estádio, suspeito de ter tomado o celular de Martin, que gravava a situação.

“O fato ocorrido vai além de poder ver ou não o treino do time, de poder ou não circular pelo estádio Santa Cruz, e sim pela maneira que estão tratando os verdadeiros botafoguenses. Tudo ali parece estar blindado, a realidade está muito distante do que estamos vendo. Não frequentamos o Santa Cruz para causar problemas, mas sim ajudar no que for preciso. Os fatos na íntegra serão relatados por meio de representante legal”, disse Alessander.

Outro lado

Em nota, publicada na tarde deste sábado (21), o Botafogo Futebol SA disse que Martin e Hermenegildo tentaram acessar o gramado pela entrada principal do vestiário, que é restrita apenas a membros do estafe em razão da Covid-19. O clube informou ainda que pai e filho foram recebidos pelo segurança do local, que informou o procedimento adotado, momento em que o conselheiro se alterou.

“Eles foram recebidos pelo segurança do clube, que consultou o departamento de futebol. A entrada foi autorizada, porém, o pedido foi que ocorresse pelo outro vestiário para evitar contato com atletas e membros da comissão técnica em razão das medidas de segurança do clube por conta da pandemia do Covid-19. Logo após receber a orientação, Alessander Andrade de Martin se alterou e começou a agredir verbalmente funcionários, comissão técnica e dirigentes do clube”.

Ainda de acordo com o time, após a ocorrência, um procedimento administrativo foi instaurado perante a Comissão de Conduta Ética do Botafogo, onde foi pedida a suspensão preventiva da nomeação de Martins ao Conselho de Administração. “O Botafogo Futebol SA também lamenta a postura adotada pelo conselheiro às vésperas de um jogo tão importante”.

O jogo

Neste domingo (22), o Botafogo enfrenta o líder Ypiranga-RS, às 16h, no Estádio Santa Cruz, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. A partida pode definir o futuro do Pantera, que ocupa a quinta colocação no Grupo B, com 19 pontos –dois a menos do que o Ituano, quarto colocado.

Enquanto isso, o Ypiranga, o Novorizontino e o Criciúma somam 23 pontos e estão em primeiro, segundo e terceiro lugares, respectivamente. Para o treinador Argel Fuchs afirmou, a equipe precisa repetir as atuações das últimas partidas em casa para o duelo contra o líder.

“Vamos manter o nosso estilo de jogo e tentar mostrar o futebol que o torcedor botafoguense viu nas últimas partidas em casa diante do Paraná, Ituano e Criciúma. Temos que ser organizados, competitivos, equilibrados e agredir o adversário, além de ser efetivo, para conquistar a vitória”, disse o treinador Argel Fuchs.

“É mais um confronto direto e estamos preparados para fazer uma boa partida. Nosso pensamento é jogo a jogo para buscar essa classificação. Temos um grupo de jogadores qualificados e confiamos em todos os atletas do nosso elenco. Já atuamos com vários desfalques em outras partidas e conseguimos superar as adversidades para conquistar a vitória. Estamos preparados novamente”, completou.

Nenhuma postagem para exibir