Vídeo | Pesquisa revela que 73% dos pais com filhos na rede municipal de Ribeirão não querem o retorno das aulas presenciais

Informação parcial do relatório foi divulgada pelo secretário municipal da educação e volta às escolas ainda não tem data definida em Ribeirão Preto.

Felipe Elias Miguel, secretário municipal da educação, informou em entrevista concedida ao programa Mentoria Ribeirão na última segunda (31) que a secretaria elaborou um formulário em parceria com o Ministério Público para saber o que pais pensam sobre a volta das aulas presenciais no município. Foram encaminhados formulários para os 47 mil alunos da rede e cerca de 9 mil pais já participaram da pesquisa. Destes, 73% não querem que os filhos retornem para as salas de aula.

Embora a decisão final não caiba aos pais, o secretário aprovou a pesquisa. “Isto dá um norte pra gente do que os pais esperam de fechamento de ano”, afirma Felipe Elias Miguel. Ele explica que o assunto está sendo discutido por um comitê intersetorial que já fez protocolos de como vão funcionar as escolas e que a decisão do retorno será técnica. O comitê científico é formado por profissionais de diversas áreas que irão definir os protocolos para cada situação como casos em que o aluno chegar com febre na escola, a questão de distanciamento de cadeiras e como irá funcionar a entrada e saída destes estudantes. O secretário ainda reforça o papel da secretaria da saúde neste processo. “Acho que a secretaria da saúde é que pode dizer se a gente tem condições de retornar”, completa.

Desta forma, Ribeirão Preto segue sem data definida para a volta das aulas presenciais nas escolas municipais mesmo com o Estado considerando que o retorno na rede pública seja em outubro. “Não há uma data fixada para a volta presencial da rede municipal. Dia 08 de setembro já foi descartado pelo município, prorrogamos para 30 de setembro e o que nós estamos avaliando agora é outubro”, afirma Felipe Elias. Ainda assim, não há garantias deste retorno para o próximo mês. “Não quer dizer que volte em 07 de outubro, mas não volta antes desta data”, completa o secretário.

“Não há uma data fixada para a volta presencial da rede municipal”, afirma Felipe Elias Miguel

As aulas presenciais da rede estadual devem ser retornar em 07 de outubro se todo o Estado permanecer na fase amarela por 28 dias. Mas mesmo com esta orientação, as escolas municipais podem seguir um calendário diferente. “As prefeituras podem ser mais restritivas considerando as questões locais de saúde”, afirma Rossieli Soares, secretário estadual de educação. Segundo Rossieli é preciso que cada cidade esteja pronta para uma retomada segura. “Nós precisamos ter as melhores condições de retorno para a volta às aulas, seja na rede pública ou privada. Temos que considerar as questões locais, temos que estar com todos os equipamentos e todas as condições para seguir os protocolos”, completa.

“As prefeituras podem ser mais restritivas considerando as questões locais de saúde. É preciso que cada cidade esteja pronta para uma retomada segura”, diz Rossieli Soares

Com a volta das aulas presenciais, os alunos que continuarem em casa, por opção dos pais, terão apoio da secretaria. “Acho que a gente tem que intensificar o ensino remoto e flexibilizar a frequência deste ano. O aluno não pode ser punido por nenhum intercorrência”, afirma o secretário municipal Felipe Miguel.

Professores que fazem parte do grupo de risco também terão a opção de continuar trabalhando de casa, apoiando as atividades remotas. O secretário acredita que isto não representará prejuízos em sala porque pelo Plano São Paulo a retomada das aulas será de forma gradual e então o déficit de professores em sala deve ser menos sentido.

As escolas municipais de Ribeirão Preto estão sem aulas desde 23 de março e muitos pais temem pela qualidade e quantidade do conteúdo que os filhos estão absorvendo através do ensino remoto. O secretário tranquiliza os pais em relação às reprovações. “O Conselho Municipal de Educação já definiu pela não retenção de nenhum aluno da rede municipal neste ano. No entanto a gente tem que oferecer todo o suporte no ano subsequente, para recuperação destes alunos”, analisa Felipe Miguel. Ele acredita que a pandemia do novo coronavírus continuará impactando no próximo ano. “O ano que vem com certeza vai ser um ano com mais dias letivos, com maior carga horária, isto já foi decidido pelo Conselho Nacional de Educação”, finaliza.

Opinião dos pais

O Grupo Thathi ouviu a opinião de alguns pais sobre a retomada das aulas presenciais.

Confira no vídeo a seguir:

Entrevista na íntegra

A entrevista completa de Felipe Elias Miguel, secretário municipal de educação e Rossieli Soares, secretário estadual de educação, ao programa Mentoria Ribeirão, está no link a seguir:

MENTORIA 2020

Volta às aulas presenciais . Para debater o tema , Chaim Zaher recebe Felipe Elias , secretário municipal de educação ; Rossieli Soares, secretário estadual de educação e Benjamim Ribeiro da Silva , presidente da Sieeesp. Estamos ao vivo ! Faça sua pergunta para os convidados ou deixe seu comentário .WhatsApp: 16- 9 9706- 5262

Publicado por Grupo Thathi de Comunicação em Segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Nenhuma postagem para exibir