São Paulo apresenta desempenho acima da média nacional no Enem 2019

Melhora de desempenho no Enem é maior nas escolas públicas paulistas do que nas escolas privadas, segundo dados do Boletim Educação, produzido por pesquisadores da FEA, em Ribeirão Preto

imagem ilustrativa de uma sala de aula - Foto: Imagem de Arquivo/Agência Brasil.

Houve uma significativa melhora no desempenho dos alunos brasileiros e paulistas do 3º ano do ensino médio de acordo com a divulgação dos resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). É o que aponta o Boletim Educação, dos pesquisadores João Victor Buscariolo, Leandro Anazawa e Thiago Sinzato, coordenados pelos professores Amaury Patrick Gremaud e Luciano Nakabashi, da FEA-RP.

Com base nos resultados apresentados no Enem 2019, comparando-os com 2017 houve um crescimento médio do desempenho dos alunos paulistas em todas as redes de ensino (3,02%), ligeiramente superior ao do País (2,99%).

O desempenho no Enem melhorou em quase todas as regiões do Estado de São Paulo: as regiões no centro-norte do Estado e do Vale do Paraíba tiveram um desempenho acima da média no Enem 2019, com destaque para as cidades de São Carlos, São José dos Campos, Catanduva, Ribeirão Preto e Tupã. Já as regiões que apresentaram os piores resultados estão concentradas no sul e oeste do Estado, além do litoral.

Ao se considerar as diferentes redes de ensino houve uma maior taxa de crescimento (3,45%) das notas do Enem das escolas públicas, quando comparado com a taxa de crescimento do desempenho médio de todas as redes de ensino (3,02%). “Este é um elemento positivo visto o já bastante conhecido desempenho inferior das escolas públicas em relação às escolas privadas em termos absolutos no Enem”, explicam os pesquisadores.

As escolas paulistas melhoram seu desempenho também no Saeb. Entre 2017 e 2019, houve uma melhora de 3,58% em Matemática e de 4,56% em Português, acima do crescimento nacional que foi de 2,92% e 4,10 %, respectivamente. Este crescimento reverte uma tendência de estagnação do ensino médio nacional.

Os resultados no Enem não apresentaram o mesmo padrão regional de crescimento do Saeb. Isso pode ser explicado pois o Enem, por servir como instrumento de entrada no ensino superior, pode implicar maior esforço e dedicação dos alunos que o fazem.

Entre as escolas públicas com maiores notas, destaque para a predominância de colégios técnicos, colégios associados às universidades paulistas (Unesp e Unicamp) e Institutos Federais. Essas escolas estão distribuídas em várias cidades do Estado de São Paulo.

Nenhuma postagem para exibir