Projeto levará estudantes da rede municipal de Ribeirão Preto e Serrana para intercâmbio em Portugal

Acampamento educativo do projeto "Era Uma Vez…Brasil" reúne 100 estudantes das duas cidades entre os dias 17 e 23 de julho

Cem adolescentes de escolas da rede municipal de Ribeirão Preto e Serrana terão um programa de férias diferente este ano. Isso porque eles participarão entre os dias 17 e 23 de julho do ‘Campus de Arte-Educação’, uma das etapas do projeto “Era Uma Vez…Brasil”, que acontece nas duas cidades e está na sua sexta edição.
A iniciativa reconta a História do Brasil, trabalhando em sala de aula narrativas não mostradas pelos livros didáticos tradicionais e exaltando a importância dos povos originários na construção histórica do país. Em novembro, o projeto levará parte desses estudantes para um intercâmbio cultural de 10 dias em Portugal.

Durante os sete dias de atividade, os alunos participantes ficarão imersos em um acampamento – que acontece no CEMEI Virgílio Salata, em Ribeirão Preto – participando de oficinas de audiovisual, de interpretação, roteiro, som e fotografia, além de vivências indígenas e afro-brasileiras. O projeto desenvolve uma proposta pedagógica que acompanha o ano letivo das escolas e o ‘Campus’ é a segunda de quatro etapas do “Era Uma Vez… Brasil”.

Além de Ribeirão Preto e Serrana, a iniciativa mobiliza – simultaneamente – professores de História e alunos do oitavo e nono ano da rede pública de ensino de oito cidades brasileiras: ainda em São Paulo, de Lençóis Paulista e Macatuba, na Bahia, de Salvador, Mata de São João e Jacobina; e Belo Jardim, em Pernambuco. Em todo o país, foram mais de 2.700 alunos inscritos, sendo 291 de Ribeirão Preto e 205 de Serrana.

“Nosso foco é valorizar a perspectiva dos povos indígenas e africanos na formação identitária histórica e cultural do Brasil, exaltando a ancestralidade, diversidade, pluralidade, multiplicidade e trabalhando conceitos importantíssimos como antirracismo, afrocentricidade, indigenismo e ecossocialismo em todas as etapas do projeto”, destaca Marici Vila, diretora executiva da Origem Produções, empresa idealizadora do “Era Uma Vez…Brasil”.

Na região, o projeto conta com a parceria fundamental do Grupo Rodonaves e da Pedra Agroindustrial, respectivamente, patrocinadores da iniciativa nas cidades de Ribeirão Preto e Serrana, além do apoio da Secretaria Municipal de Educação das duas cidades.

“Entendemos que todos nós temos de alguma forma responsabilidade na promoção e apoio a projetos que viabilizem a educação no nosso país. Como empresariado, temos ainda mais força para dar esse apoio e levamos isso muito a sério, por isso, o Grupo Rodonaves tem grande prazer em contribuir com a sexta edição desse projeto de fomento à educação e à cultura. Um projeto que valoriza a perspectiva dos jovens e contribui para viabilizar as atividades durante todo ano letivo, mobilizando professores e alunos da rede pública de ensino”, comenta João Naves, Fundador e Presidente do Grupo Rodonaves.

“Nosso objetivo ao incentivar projetos sociais e culturais, é promover ações e oportunidades para crianças e adolescentes e contribuir com a transformação da realidade social. O “Era uma Vez…Brasil” é um projeto inovador que envolve diretamente as escolas, professores, alunos, famílias e a comunidade. Além de estimular a conclusão do ciclo escolar, contribui com a formação educativa pedagógica e a oportunidade de um intercâmbio e novas experiências”, destaca o Diretor Administrativo da Pedra Agroindustrial, José Marcio Cavalheire.

O projeto é também comemorado pelo Município. “Trazer o projeto “Era Uma Vez…Brasil” para a rede municipal de Ribeirão Preto é uma honra. Contar a história do nosso país de forma inovadora, unindo a literatura e a tecnologia, despertando a criatividade dos nossos estudantes para o que foi vivido, é excelente. Agradeço a parceria com o município e tenho certeza de que o projeto será um sucesso”, resume o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira.

QUADRINHOS, FILMES E INTERCÂMBIO

Na primeira etapa, chamada de “Fatos Históricos” e finalizada em maio, o projeto mobilizou 17 professores de História do 8º ano de 16 escolas municipais de Lençóis Paulista e Macatuba. Esses professores participaram de encontros de formação e capacitação, incluindo vivências culturais de temática indígena e afro-brasileira. A partir desses encontros, os docentes propuseram atividades em sala de aula para os mais de 460 alunos inscritos.

Como resultado, os estudantes produziram mais de 490 histórias em quadrinhos (HQs) e vídeos de até um minuto com a temática do projeto. Os adolescentes que criaram as 100 melhores HQs seguem esta semana para a próxima etapa. Ao final do projeto, as cem melhores HQs produzidas em todo o Brasil integrarão o livro “Era uma vez…Brasil”, que será distribuído em escolas e bibliotecas no Brasil e em Portugal.

Durante esses sete dias de imersão no Campus, os estudantes produzirão filmes curtas-metragens sobre tudo que aprenderam durante o processo. A produção desses filmes e o desempenho individual de cada adolescente são decisivos para a seleção dos nomes que seguirão em novembro para a próxima etapa do projeto: a viagem para Portugal. Esses curtas também serão exibidos e divulgados como resultado do projeto. O anúncio dos estudantes que irão para o intercâmbio acontecerá em agosto, durante um evento realizado na cidade.

Nenhuma postagem para exibir