Investigado por assédio, presidente da Caixa pede demissão

Pedro Guimarães entregou carta de exoneração ao presidente Jair Bolsonaro

O presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, participa do anúncio de novas medidas do Programa Crédito Brasil Empreendedor

O presidente da CEF (Caixa Econômica Federal), Pedro Guimarães, pediu demissão do cargo nesta quarta-feira. A saída ocorre após uma investigação contra ele por suposto assédio sexual se tornar pública. As acusações envolvem funcionárias e ex-funcionárias da instituição financeira.

Na carta de exoneração entregue ao presidente Jair Bolsonaro (PL), ele afirmou que deixa o posto para se defender das acusações.

“As acusações noticiadas não são verdadeiras! Repito: as acusações não são verdadeiras e não refletem a minha postura profissional e nem pessoal. Tenho a plena certeza de que estas acusações não se sustentarão ao passar por uma avaliação técnica e isenta”, diz um trecho do documento.

Nenhuma postagem para exibir