Mais de 8 mil postos de trabalho foram extintos na pandemia de covid-19 em Ribeirão Preto, afirma Acirp

Levantamento foi realizado pela Acirp com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados)

Ribeirão Shopping, na zona Sul da cidade - Foto: Divulgação

De acordo com um levantamento realizado pela Associação Comercial e Industrial (Acirp), baseado nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e do Ministério da Economia, entre março e maio de 2020, a cidade de Ribeirão Preto perdeu 8.552 mil postos de trabalho.

No mesmo período em 2019, houve um aumento de 701 vagas. Na Região Metropolitana, foram extintos 13.755 postos de trabalho, sendo que no mesmo período do ano anterior houve um aumento de 3.485 vagas.

“Os empregos perdidos poderiam ter sido amenizados se os poderes municipal, estadual e federal estivessem unidos na elaboração de políticas públicas para resguardar empresas e empregos, a exemplo do que ocorreu em outros países. Falta atenção para a política de isenção de impostos e acesso à linhas de crédito”, avalia o presidente da Acirp. Dorival Balbino.

Emprego

Segundo o economista da Acirp, Gabriel Couto, boa parte das empresas tem enfrentado dificuldades em manter o faturamento neste período, o que afeta diretamente o nível de emprego.

“Houve queda substancial de novas contratações em comparação a igual período de 2019, reflexo do momento de dificuldades e elevada a incerteza vivido pelos empresários. Estes resultados negativos já estão apresentando  impacto significativo no desempenho da economia regional, assim como tem sido observado no restante do País e em praticamente todo o mundo”, comenta.

Nenhuma postagem para exibir