Entidade denuncia postos por venda de combustíveis abaixo do preço de custo em Ribeirão

Denúncia foi feita por entidade que congrega postos ao Ministério Público Federal; prática é vedada pela lei de concorrência

Carro abastece em posto de Ribeirão Preto - Foto: Divulgação

O Núcleo Postos Ribeirão Preto, entidade que representa 50% dos postos da cidade, protocolou,  na quarta-feira (11), no Ministério Público Federal, denúncia alegando possíveis violações praticadas por revendas de combustíveis ao consumidor final. A acusação é que os postos  estão abusando do poder econômico para vender combustíveis abaixo do preço de custo, o que viola as leis anticoncorrênciais.

No total, são 83 postos representados pela instituição. “Protocolamos a manifestação contra duas redes varejistas que possuem postos de combustíveis por preço predatório, abuso de poder econômico e concorrência desleal. Os estabelecimentos estão vendendo combustível com valores abaixo do custo do que os donos de postos da cidade pagam para as distribuidoras”, explica Fernando Roca, representante do Núcleo Postos. 

Protesto

Após o protocolo da denúncia, o Grupo realizou um protesto pacifico para manifestar a indignação com a ação das revendas em frente a um posto revendedor que pratica a venda do produto por um preço abaixo do cobrado pelas distribuidoras.

“Nossos postos estão sofrendo muito com essa situação. Estamos sendo obrigados a fechar os negócios e deixar vários pais de família desempregados por conta dessas atitudes desleais, que não obedecem as regras de livre concorrência do mercado”, finaliza Roca.

Nenhuma postagem para exibir