Bandeira vai para amarela e conta de luz deve ficar mais barata em outubro

Tarifa extra cai de R$ 4 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos; medida vale a partir desta terça-feira (1)

Foto: Divulgação

A bandeira tarifária vai passar de vermelha patamar 1 para amarela neste mês de outubro, com custo de R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. A decisão representa uma redução em relação aos meses anteriores.  Em agosto e setembro, a taxa adicional foi de R$ 4 a cada 100 kWh.

Este é um mês de transição entre a estação seca e o começo do período úmido nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). Por isto, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, a previsão hidrológica para outubro aponta elevação das vazões afluentes aos principais reservatórios, o que também vai permitir reduzir a oferta de energia suprida pelo parque termelétrico. 

Vale destacar que este sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, o que permite que os consumidores façam o bom uso da energia elétrica. Para ficar mais claro, vamos explicar como funciona estas bandeiras: existem as cores verde, amarela ou vermelha, patamares 1 e 2, que vão indicar se a energia vai custar mais ou menos em função das condições de geração.

Mas, de acordo com o engenheiro eletricista, Alcione Belache, mesmo com a alteração da bandeira, de vermelha patamar 1 para amarela, é preciso usar a energia elétrica de forma mais eficiente e evitar desperdícios. “Uma das dicas é, se possível, substituir as lâmpadas, da residência ou da empresa, por lâmpadas led. Elas são muito mais econômicas. Ela pode representar um custo maior no início, mas com o tempo, elas são muito mais econômicas do que qualquer outro tipo de lâmpada. A outra dica é utilizar a luz natural. Sempre que possível, ter janelas amplas ou mesmo telhado transparente, alguma coisa assim, de modo que você consiga evitar acender a luz ao longo do dia”, conta.

Economia

Outra forma de economizar é com o chuveiro elétrico. O ideal é que a pessoa tome banhos mais curtos, de até cinco minutos, e se der, selecionar a temperatura morna e não a quente. Segundo o engenheiro eletricista, outra preocupação que a gente deve ter é com o ar condicionado. “Quando usar o ar condicionado, usar coerentemente. Ou seja, não ligar o ar condicionado com janela aberta, enfim, o ambiente deve estar fechado para utilizar o ar condicionado, para ter um melhor rendimento e para que não consuma energia em excesso”, destaca.

Nenhuma postagem para exibir