Segundo-sargento preso por tráfico internacional de drogas atuava como comissário de bordo na FAB

Foto: Reprodução

Manoel Silva Rodrigues, preso nesta terça-feira, 25, em Sevilha, Espanha, com 39 quilos de cocaína, costumava compôr a tripulação que atendia os assessores presidenciais nos vôos feitos pela Força Aérea Brasileira (FAB).
O segundo-sargento, que conta com um ordenado de R$ 7,3 mil reais, também recebia valores diários da FAB por essas viagens. Foi membro da tripulação oficial em mais de dois voos internacionais do ex-presidente Michel Temer. O militar faria parte da tripulação reserva que acompanharia o presidente Jair Bolsonaro a Osaka, no Japão, para a cúpula do G20.

Nenhuma postagem para exibir