Professora é presa por entrar com drogas na Penitenciária de Ribeirão Preto

A mulher de 39 anos, que também é estudante de direito, trabalhava no local dando aulas aos presos

Foto: Murilo Badessa.

A Polícia Civil de Ribeirão Preto prendeu em flagrante na manhã desta quarta-feira (21) uma professora acusada de entrar com drogas, cartas e celulares na Penitenciária Masculina da cidade. A mulher de 39 anos, que também é estudante de direito, trabalhava no local dando aulas aos presos em um programa de ensino das secretarias estaduais de administração penitenciária e educação.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Diógenes Santiago Netto, as investigações começaram a partir de uma denúncia anônima. “Hoje, flagramos ela tentando entrar com 100g de cocaína no sapato, efetuamos a prisão e partimos para diligência na casa dela”, afirma. Na residência foram encontradas porções de maconha, cocaína, cartas de que seriam entregues aos presos e anotações sobre o tráfico.

Foto: Murilo Badessa.

As investigações apontam que um funcionário da penitenciária facilitava a entrada da professora no momento da revista. Em depoimento à polícia ela confessou o crime e disse que recebia cerca de mil reais por entrega.

Foto: Murilo Badessa.

Pelo fato de ser funcionário pública no desempenho da missão de educação, a professora deve ter a pena agravada. Ela responderá por tráfico e associação ao tráfico.