Mulher alega ser cleptomaníaca após confessar furto de celular

Uma vendedora 38 anos alegou ser cleptomaníaca após confessar ter furtado um celular em uma clínica médica de Ribeirão Preto, na rua Eliseu Guilherme. O caso aconteceu na manhã desta quinta-feira (9), ela foi presa, mas acabou liberada ao pagar R$ 1200 de fiança.

De acordo com o registro policial, a vítima é uma advogada de 33 anos que, durante um atendimento, esqueceu o telefone em uma mesa. A autora também estava na clínica e teria pego o aparelho ao vê-lo esquecido.

Os relatos são de que os próprios pacientes do local teriam apontado a vendedora como suspeita. De início, ela teria negado a ação, mas admitido o crime ao encontrarem o celular em um cesto de lixo.

Ainda segundo o Boletim de Ocorrência, a indiciada chegou a dizer que devolveria o objeto, mas decidiu jogá-lo no lixo por medo da reação do marido, que estava junto.

O aparelho foi entregue à dona e o caso foi registrado como furto tentado.

Nenhuma postagem para exibir