Funcionário de porto de areia morre eletrocutado no Rio Pardo

Um equipamento de solda teria provocado a descarga

Um funcionário de um porto de areia na margem do Rio Pardo morreu eletrocutado na tarde desta terça-feira (4) quando submerso, retirava o tubo metálico extrator de areia no leito do rio e na extremidade do equipamento em terra, outro trabalhador ligou um soldador para fazer um reparo na fuselagem, provocando a descarga e o eletrochoque.

O Resgate do Corpo de Bombeiros foi acionado e no local encontrou a vítima em parada cardiorrespiratória.

A tentativa de reanimação durou 40 minutos, mas as condições do homem eram críticas.

Ele não resistiu e ocorreu o óbito.

Peritos do Instituto de Criminalistica estiveram no porto de areia. O corpo será trasladado para necropsia no Instituto Médico Legal de Ribeirão Preto.