DAERP multará quem recusar a troca dos hidrômetros em Ribeirão Preto

Os bairros que recebem o serviço hoje são jardins Recreio, Itaú e Itaú Mirim

Continua depois da publicidade

Os bairros que recebem o serviço hoje são jardins Recreio, Itaú e Itaú Mirim.
O Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto (DAERP), começa hoje (12) a substituição de hidrômetros que possuem mais de cinco anos de uso, que estejam quebrados, com vidros embaçados ou paralisados.
A troca dos hidrômetros não tem custo extra de instalação para o usuário, e por se tratar de um bem público, não pode ser recusada.

Caso a substituição seja rejeitada, o responsável pode ser autuado e multado, em até R$ 2.653. Se houver ausência do usuário no imóvel, será deixada uma notificação, alertando para que o agendamento da troca seja feito em até três dias após a primeira visita.
Segundo o diretor técnico do Daerp, Lineu Andrade de Almeida, os hidrômetros com mais de cinco anos perdem a capacidade de medição correta, por desgaste natural, e chegam a registrar mais de 20% a menos que o consumo real. “Esta submedição gera perda, porque os usuários acabam estimulados a consumir mais do que realmente necessitam, o que aumenta a exploração (retirada) de água do aquífero Guarani, em prejuízo ao meio ambiente e ao próprio Daerp, em função do maior consumo de energia”, esclarece.