Corpo da menina Ayshila é velado em Ribeirão Preto

O corpo da menina Ayshila Vitória dos Santos da Costa, 10, é velado em Ribeirão Preto desde a noite desta segunda-feira (13). O enterro está marcado para às 13h desta terça (14) e amigos e familiares ainda prestam as últimas homenagens.

Foto: Murilo Badessa.

Em entrevista ao repórter Murilo Badessa, a tia da vítima, Roberta Santos pediu para que a população “pare de fazer julgamentos” contra a mãe da menina.

“Muitas pessoas estão falando que minha irmã deixou as filhas sozinhas. Ela estava trabalhando. O único vilão dessa história é o Reginaldo”, desabafou.

Renata dos Santos, a mãe de Ayshila, também conversou com a equipe e disse que a relação da filha com o padrasto não era complicada. Além disso, ela confirmou que cápsulas vazias de cocaína foram encontradas no local do crime. A suspeita é de que ele tenha se drogado momentos antes do assassinato.

Acusação

Reginaldo Gomes Gertrudes, 37, é o padrasto de Ayshila e o principal suspeito do caso. Nesta quarta, ele segue internado com ferimentos na Santa Casa de Ribeirão Preto, mas deve ser preso em flagrante assim que tiver alta, segundo a delegada Luciana Renesto, da Delegacia da Mulher da cidade.

Luciana explicou à imprensa que ele chegou a confessar informalmente pelo assassinato, mas negou o abuso sexual, mesmo com evidências apontando para o ato. Agora, ele deve responder por feminicídio e estupro de vulnerável, caso exames de DNA comprovem que o sêmen encontrado no corpo da garota seja dele.