Caso Brener: Polícia Civil prende homem suspeito de estar com arma do crime

Revólver utilizado na morte do estudante Brener Bryan Alves Teixeira, 17, acabou não sendo encontrado. No entanto, rapaz estava com duas armas de fogo irregulares

Investigadores da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Ribeirão Preto prenderam André Luis da Silva Eloy, 39, com duas armas de fogo em uma casa do Quintino Facci II, zona Norte da cidade, na manhã desta sexta-feira (14).

Segundo o delegado César Augusto de França, a diligência começou com a denúncia anônima de que o rapaz estaria com o revólver utilizado na morte de Brener Bryan Alves Teixeira, 17, durante o roubo de um celular em um ponto de ônibus de Ribeirão, em novembro de 2018.

O revólver citado na denúncia não foi encontrado. No entanto, as duas armas que estavam com ele não possuem registro e, por isso, responderá por posse irregular.

“Ele negou envolvimento com o latrocínio de Brener, mas confirmou que conhecia o Márcio Bufalo, acusado pela morte do jovem”, explica o delegado.

O rapaz tem passagens por roubos e a Polícia Civil continua procurando pela arma utilizada na morte do garoto.

O latrocínio 

Em 21 de novembro de 2018, o estudante Brener Bryan Alves Teixeira, 17, foi morto com dois tiros em um assalto enquanto esperava em um ponto de ônibus na zona Norte de Ribeirão Preto. Durante as investigações, foram presos Márcio Bufalo, acusado de atirar contra o garoto, e Anderson Luis Mazzei Silva, comparsa de Bufalo que o levou ao local do crime.

Câmeras de segurança flagraram o momento dos disparos. 

O Grupo Thathi de Comunicação acompanha o caso. 

Nenhuma postagem para exibir