Amigos de jovens atropelados na zona Norte pedem prisão de motorista

Elton Pires de Oliveira pode ter as prisões preventiva ou temporária expedidas, ou ser liberado para responder em liberdade

Amigos e familiares dos três garotos atropelados por Elton Pires de Oliveira, 33, pedem a prisão do auxiliar de pedreiro que assumiu o crime na manhã desta segunda-feira (18). Após interrogar o rapaz, a delegada titular da Delegacia de Investigações (DIG), Silvia Elisa Ruivo Valério Mendonça, decidiu encaminhar o caso à Central de Polícia Judiciária Norte que, ainda nesta tarde, deve decidir o destino do motorista. Ele pode ter as prisões preventiva ou temporária expedidas, ou ser liberado para responder em liberdade.

Entre os crimes confessados por Elton estão um homicídio culposo e duas lesões corporais culposas, quando não há intenção de matar, fraude processual, por ter ateado fogo no veículo que ocupava no momento dos crimes anteriores, e comunicação falsa de crime, já que, inicialmente, alegou às autoridades que o carro havia sido furtado.

Marcos Paulo da Mata, 17, morreu no local dos fatos e os outros dois garotos, de 10 e 11 anos, seguem internados no Hospital da Clínicas. O episódio aconteceu na madrugada do último domingo (16) na avenida Ettore e Aurora Coraucci, no Jardim Alexandre Balbo, zona Norte de Ribeirão Preto, enquanto o trio acompanhava a passagem de um trenzinho pela via.

O carro de Elton foi encontrado pela polícia queimado em um canavial também na zona Norte de Ribeirão Preto. Inicialmente, ele depôs que o veículo teria sido furtado. No entanto, após interrogatório, desmentiu a versão e assumiu que o queimou.

O Grupo Thathi segue acompanhando o caso e atualizará as informações, assim que divulgadas.