Secretário de Vigilância em Saúde pede demissão

A saída de Wanderson aumenta rumores sobre a demissão de Mandetta

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, durante a coletiva de imprensa sobre à infecção pelo novo coronavírus - foto: Agência Brasil
Continua depois da publicidade

Em meio à pandemia da Covid-19, o secretário Nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, pediu demissão do cargo na manhã desta quarta-feira (15), informação que foi confirmada pela assessoria de imprensa do ministério.

A saída de Wanderson aumenta rumores sobre a demissão de Mandetta. O ministro perdeu o apoio que tinha de parte da ala militar do governo que vinha o preservando no cargo mesmo com a intenção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em demiti-lo, após uma entrevista concedida ao programa “Fantástico”, da Rede Globo, no último domingo (12).

Mandetta e Bolsonaro estão em crise após uma série de divergências em relação ao combate do novo coronavírus. De um lado, o ministro defende o isolamento total para evitar o contágio, seguindo o protocolo da OMS (Organização Mundial da Saúde), enquanto o presidente acredita que apenas o grupo de risco deveria seguir o isolamento, enquanto a outra parte da população siga trabalhando para evitar uma crise econômica.

O Ministério da Saúde ainda não anunciou um substituto para ocupar o  cargo de Oliveira.

Texto: Antônio Melo

Nenhuma postagem para exibir