Professor da USP recomenda lockdown para Ribeirão Preto

Segundo ele, qualquer tentativa de mudar de fase hoje em dia, seria uma decisão para o sacrifício da população.

Aglomeração em fila para entrar em uma loja no centro da cidade pós reabertura - foto: Gleice Lira

Domingos Alves, especialista da USP, afirmou, durante uma participação no programa Thathi Repórter, que recomendaria que a cidade entrasse em lockdown devido ao grande número de casos confirmados do novo coronavírus.

De acordo com o professor, qualquer tentativa de Ribeirão Preto mudar de fase hoje em dia, seria uma decisão para o sacrifício da população.

“Isso já foi alertado antes, quando houve a decisão desse município passar para a fase laranja, em que ficamos aqui sete dias com a abertura do comércio, onde houve uma aglomeração importante da população, e agora estamos observando as consequências disso. Estamos observando a consequência disso já faz quase duas semanas com o aumento progressivo da ocupação de leitos, o aumento explosivo no numero de casos e consequentemente o número de mortes.” disse Domingos.

Segundo ele, o adequado nesse momento, seria que a cidade adotasse medidas muito próximas de lockdown.

“Segundo as nossas simulações, se nós chegássemos há uma adesão ao isolamento de no mínimo 65% e 70%, nós conseguiríamos em um prazo de três a quatro semanas, começar a ver uma reversão dos indicadores epidemiológicos, que são: número de casos e número de óbitos. E então poderiam começar a ser controlados”

Confira abaixo a entrevista completa com o especialista Domingos Alves.

Casos

Na última quinta-feira (25), Ribeirão Preto atingiu a marca de 125 óbitos causados pela doença. A cidade bateu ainda a marca dos 4,1 mil casos confirmados de Covid-19.

Em Ribeirão Preto já são 4.113 casos confirmados da doença, 14.136 casos notificados, 6.540 descartados e 125 mortes.

Nenhuma postagem para exibir