Após críticas por falta de fiscalização, prefeitura diz que vistoriou 1,2 mil comércios

Ação conjunta entre Fiscalização Geral e GCM visa garantir as medidas de restrição tomadas em combate à pandemia da Covid-19

Calçadão de Ribeirão Preto, principal ponto comercial da cidade - Fotos: Alexandre de Azevedo

Depois de ser alvo de criticas por conta da fiscalização dos estabelecimentos após a flexibilização da quarentena, iniciada nesta segunda-feira (1), a prefeitura de Ribeirão Preto divulgou dados onde afirma ter vistoriado 1,2 mil comércios na cidade. 

Segundo a administração, a Guarda Municipal realizou, até o dia 2 de junho, mais de 3,3 mil atendimentos à população e forneceu orientações sobre a permissão de funcionamento. Já as abordagens da Fiscalização Geral superam 1,2 mil estabelecimentos comerciais.

Atualmente, a administração autorizou a reabertura parcial e com horário reduzido de imobiliárias, escritórios em geral, concessionárias e revendas de veículos, comércio em geral e shopping centers.

“Embora tenhamos iniciado a reabertura, a população precisa manter em mente que a quarentena não acabou e é necessário sair de casa só quando for realmente necessário. Estamos reforçando a fiscalização, mas, contamos com a ajuda da população, que pode fazer denúncias para uma atuação eficaz”, explicou o superintendente da GCM, Domingos Fortuna.

Denúncias, esclarecimento de dúvidas e orientações podem ser realizadas pelo SAM (Serviço de Atendimento ao Munícipe), no telefone 156, ou diretamente para a GCM, pelo telefone 153.

Nenhuma postagem para exibir