Enfermeira é suspensa de hospital depois de atender pacientes com Covid-19 apenas de lingerie

Ela alegou que não sabia que o equipamento de proteção era transparente e estava com muito calor

Reprodução

Uma enfermeira na cidade de Tula, na Rússia, foi suspensa do hospital onde trabalhava, após atender pacientes infectados pelo novo coronavírus “vestindo” apenas lingerie por baixo do equipamento de proteção individual (EPI).

Segundo o jornal New York Post, a enfermeira não sabia que o material do equipamento de proteção era transparente. Por isso, porque estava “com muito calor”, decidiu não usar sua roupa do dia a dia e trabalhou de lingerie na unidade hospitalar.

A mulher atendia a ala masculina do local. Os chefes do hospital decidiram suspendê-la “por não cumprir os requisitos para roupas médicas”. O Ministério da Saúde local também aplicou uma sanção disciplinar ao departamento do hospital por violarem requisitos de segurança. No entanto, não detalhou qual seria exatamente a medida disciplinar.

Na última quarta-feira (20), foram registrados 309.705 casos de Covid-19 na Rússia e quase 3 mil mortes.

­