Vereador é acusado de atirar e matar cachorra em Cajuru, SP

Cadela, de 3 anos, foi encontrada ferida no sítio do parlamentar. Ela foi atingida por dois tiros e não resistiu aos ferimentos

Um vereador de Cajuru (SP) é suspeito de ter atirado e matado uma cadela, na manhã desta quarta-feira (23), na Chácara Nossa Senhora Aparecida, na zona rural.

A dona do animal procurou a Polícia Civil para registrar um boletim de ocorrência (B.O). Segundo ela, o crime aconteceu por volta das 6h00 e a cachorra foi encontrada morta, momentos depois, no sítio do vereador Fernando Jeremias (Fernando Cabeleireiro). Ambos são vizinhos.

Em depoimento, a mulher afirmou ter escutado dois tiros e na sequência alegou ter visto viu um homem fugindo do local. “Ouvi um choro de cachorro e dois disparos. Esse é o meu 4ª cachorro morto só este ano. Um morreu envenenado, outros dois desapareceram e agora isso hoje, todos pela mesma pessoa. Justo com a minha cachorrinha, que nunca fez mal para ninguém” relata.

A cadela Jade, de 3 anos, chegou a ser levada para um hospital veterinário, mas não resistiu.

Cadela Jade, de 3 anos, foi morta a tiros em Cajuru / Foto: Arquivo Pessoal

A dona postou fotos nas redes sociais e o crime revoltou os moradores. “É uma crueldade, precisamos dar um basta nisso, não pode ficar impune”. “Isso é crime, quanta tristeza”, relataram os internautas.

O caso está sendo acompanhado pela Comissão do Direito dos Animais da OAB de Cajuru e foi registrado como crime ambiental. “Já fomos até a delegacia afim de obter as informações necessárias e vamos continuar acompanhando de perto essa história para que os responsáveis sejam punidos. A família da cachorrinha falecida também já recebeu a orientação necessária por nossa parte”, diz a advogada Graziela Teotônio.

Procurada, a Câmara de Vereadores afirmou não ter sido notificada sobre o acontecimento. O vereador também foi procurado pela reportagem do Grupo Thathi de Comunicação, mas não atendeu aos telefonemas.

Nenhuma postagem para exibir